Fenabrave eleva para 5,6% expectativa de alta das vendas de veículos em 2023

A projeção anterior, feita em janeiro, apontava para estagnação do mercado

Estadão Conteúdo
03/Out/2023
  • btn-whatsapp

A Fenabrave, associação que representa as concessionárias de veículos, melhorou nesta terça-feira, 3/10, a expectativa de vendas neste ano, após resultados que surpreenderam os prognósticos iniciais de estagnação do mercado.

A previsão agora é de crescimento de 5,6%, o que, se confirmado, significará vendas de 2,22 milhões de unidades, na soma de carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus. A projeção anterior, feita em janeiro, apontava para estagnação do mercado - crescimento zero - em 2,1 milhões de veículos.

A revisão foi apresentada junto com o balanço do setor de setembro, que mostrou aumento de 8,5% das vendas de veículos desde o início do ano, com 1,63 milhão de veículos vendidos nos nove primeiros meses.

O presidente da Fenabrave, José Maurício Andreta Júnior, atribuiu o otimismo às medidas tomadas, em especial os descontos que o governo patrocinou nas vendas de carros, além do aquecimento sazonal do mercado no segundo semestre, sobretudo nos últimos três meses do ano.

Para as vendas de motos, a previsão de crescimento neste ano passou de 9% para 20%, chegando a um total de 1,64 milhão de motocicletas.

Andreta Júnior ressaltou que 2023 pode terminar ainda melhor do que as projeções da Fenabrave, caso o governo inclua estímulos ao mercado dentro da nova fase do regime automotivo, chamada de Mobilidade Verde, que está para ser lançada nos próximos dias.

A Fenabrave, conforme relatou seu presidente, levou ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) uma proposta que visa aumento de escala a partir de redução nos preços dos automóveis.

Sem abrir detalhes do plano, o executivo disse apenas que o impacto de reduções de alíquotas ao cofre do Tesouro pode ser compensado pelo aumento das vendas, que leva à maior arrecadação.

Citando a pequena melhora do crédito e a perspectiva de impactos positivos da reforma tributária no setor, o presidente da Fenabrave também demonstrou confiança no desempenho do mercado automotivo em 2024. "Podemos iniciar o ano que vem em um ciclo virtuoso de crescimento", declarou.

SETEMBRO

As vendas de veículos subiram 1,9% em setembro frente ao mesmo mês do ano passado, segundo balanço divulgado pela Fenabrave. No total, 197,7 mil unidades foram vendidas, entre carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus.

Na comparação com agosto, houve queda de 4,8% na comercialização de veículos zero quilômetro, mas esta variação negativa é explicada pelo calendário mais curto de setembro, que teve três dias úteis a menos.

A média por dia útil do mês passado, de 9,9 mil veículos, foi a segunda melhor desde o início do ano, atrás apenas de julho, quando o mercado, impulsionado pelos descontos patrocinados pelo governo, que se esgotaram em pouco mais de um mês, fez 10,7 mil unidades a cada dia de venda.

MOTOS

As vendas de motos tiveram crescimento de 9,3% no mês passado, na comparação com setembro de 2022, chegando a 135,1 mil unidades.

Frente a agosto, a comercialização de motocicletas novas no País caiu 5,3% em virtude dos três dias a menos de venda em setembro.

 

IMAGEM: Patrícia Cruz/DC

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas