Cyrela prepara safra de R$ 700 mi em imóveis de grife

Até o fim de 2018, a companhia planeja lançar cinco empreendimentos, três deles em São Paulo, com acabamentos de alto padrão, em localizações nobres

Estadão Conteúdo
07/Set/2017
  • btn-whatsapp
Cyrela prepara safra de R$ 700 mi em imóveis de grife

De olho nos consumidores de altíssima renda, pouco suscetíveis aos efeitos da crise econômica, a Cyrela Brazil Realty se prepara para anunciar uma nova safra de prédios no segmento de luxo.

Até o fim de 2018, a companhia planeja lançar cinco empreendimentos de arquitetura de grife, acabamentos de alto padrão e localização nobre.

Serão três em São Paulo, um em Porto Alegre e um no Rio de Janeiro, com valor geral de vendas total próximo de R$ 700 milhões, com base nos dados de tamanho e preço médio do metro quadrado dos imóveis.

"Buscamos as novidades nos campos da arquitetura, da funcionalidade e do estilo de vida", afirma o copresidente da Cyrela, Efraim Horn, que divide a presidência com o irmão Raphael, ambos filhos do fundador, Elie Horn.

O primeiro lançamento da nova série, batizado de Float, ocorrerá até novembro, no Itaim, em São Paulo. Outro projeto ficará na Barra da Tijuca, no Rio.

O valor dos apartamentos dessa nova safra começa em R$ 800 mil, para unidades de um dormitório, e vai até cerca de R$ 5 milhões.

Os novos edifícios darão continuidade às parcerias da Cyrela com o escritório britânico Yoo Studio e o italiano Pininfarina, que são referências globais em design e assinaram três projetos arquitetônicos da incorporadora desde 2015.

A encomenda de cada projeto sai na faixa de US$ 5 milhões a US$ 10 milhões. "Já a obra custa o dobro", diz Efraim.

LEIA MAIS: Busca por compra, venda ou aluguel de imóveis pela internet cresce 44%

O primeiro prédio de luxo feito pela empresa foi o Pininfarina, em 2015, com valor médio de R$ 1,5 milhão.

O empreendimento vendeu 64 das 92 unidades. Em agosto de 2016, veio o One Sixty, com apartamentos de R$ 8 milhões, sendo 18 de 55 (33%) já vendidos.

Em fevereiro deste ano foi a vez do Heritage, com 31 apartamentos e valores em torno de R$ 15,4 milhões cada, dos quais 9 já comercializados (29%). "É um nível de vendas que superou as nossas expectativas", conta Efraim.

LEIA MAIS: Financiamentos imobiliários cresceram 11,7% em julho

FOUR SEASONS

Com atraso de um ano por causa da crise, a rede de hotéis de luxo Four Seasons abrirá sua primeira unidade no Brasil, em São Paulo, em julho de 2018.

Será o primeiro hotel de alto luxo de rede internacional a se instalar no País e chega com a injeção de recursos pelo fundo Abu Dhabi Investment Authority. O outro projeto da bandeira no Brasil - no Recife -, no entanto, continuará aguardando uma retomada econômica mais sólida para sair do papel.

A construção do empreendimento em São Paulo começou em dezembro de 2014 com previsão para operar em 2017. Diante da recessão, o projeto acabou desacelerando. 

FOTO: Thinkstock

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas