China suspende a importação de frango de dois frigoríficos brasileiros

O Ministério da Agricultura brasileiro disse que buscará reverter a suspensão. A China tem ampliado exigências sanitárias após a pandemia de covid-19

Estadão Conteúdo
31/Jan/2022
  • btn-whatsapp
China suspende a importação de frango de dois frigoríficos brasileiros

O governo chinês suspendeu as importações de carne de frango de uma unidade da Bello Alimentos (nome fantasia da marca Frango Bello), de Itaquiraí (MS), e de uma planta da São Salvador Alimentos (nome fantasia Super Frango), em Itaberaí (GO), conforme comunicado no site oficial da Administração Geral de Alfândegas da China (Gacc, na sigla em inglês) publicado nesta segunda-feira, 31.

Os chineses informaram que a interrupção das compras entrou em vigor nesta segunda-feira, sem sinalizar quando os negócios podem ser retomados nem o motivo da decisão. O Ministério da Agricultura brasileiro confirmou a suspensão pela China da habilitação para exportações de proteína de frango das duas plantas brasileiras.

O governo destacou, porém, que "a área técnica do Ministério da Agricultura discorda da decisão adotada pela autoridade sanitária da China." Conforme o comunicado, o Brasil "apresentará as informações técnicas para reverter a suspensão" junto à Gacc, o órgão do governo chinês responsável pela habilitação de estabelecimentos exportadores e que também realiza o controle de mercadorias na aduana.

No mês de dezembro, a China havia suspendido as importações de carne de frango da unidade da BRF em Marau (RS). Em agosto, o país havia suspendido também as importações de carne suína e de aves da unidade da BRF em Lucas do Rio Verde (MT).

O país asiático vem suspendendo, desde 2020, as compras de frigoríficos de vários países. A justificativa seria o maior controle sanitário, em razão da pandemia da covid-19.

 

IMAGEM: Thinkstock

 

 

 

 

 

 

Indicadores de Crédito da Boa Vista

Índice
Mar
Abr
Mai
Demanda por crédito
0,6%
-4,3%
--
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
-1%
1,1%
--
Inadimplência do consumidor
5,1%
5,0%
7,5%
Recuperação de crédito
6,4%
1,8%
-5,6%
mais índices

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mar
Abr
Mai
IGP-M
1,1477
1,1466
1,1072
IGP-DI
1,1557
1,1353
1,1056
IPCA
1,1130
1,1213
1,1173
IPC-Fipe
1,1096
1,1226
1,1227

Vídeos

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

2º Encontro "Liberdade para Empreender”

SOS Empreendedores - Crédito e negociação de dívidas

Colunistas