Câmara vai debater ampliação do teto do Simples para R$ 8,69 milhões

Está programada para 11 de maio uma audiência pública na Comissão de Finanças e Tributação da casa legislativa

Cleber Lazo
06/Mai/2022
  • btn-whatsapp

A Comissão de Finanças e Tributação (CFT) da Câmara dos Deputados pretende realizar na próxima quarta-feira (11) uma audiência pública para debater a atualização dos valores limites para enquadramento no Simples Nacional.

A informação foi dada pelo deputado Marco Bertaiolli, em entrevista à CNN. O parlamentar é presidente da CFT e relator do projeto que amplia os limites do Simples.

A proposta estabelece que o limite de enquadramento como Microempreendedor Individual (MEI) suba dos atuais R$ 81 mil para R$ 144,9 mil. No caso de Microempresa, passaria de R$ 360 mil para R$ 869,4 mil. E para as Empresa de Pequeno Porte, de R$ 4,8 milhões para R$ 8,69 milhões.

Segundo Bertaiolli, os novos valores seguiram apenas a correção do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador oficial da inflação no país, acumulado de dezembro de 2006 a 2022, quando a Lei Geral do Simples Nacional foi aprovada.

“Esses valores são os mesmos que os da criação, sem aumento real. É correto, justo e necessário que tenhamos a atualização para que as micro e pequenas empresas não precisem abrir subjacentes para não estourar o limite do Simples”, disse o deputado à CNN.

Na próxima semana, são esperados representantes da Receita Federal, do Sebrae, da rede de Associações Comerciais, e da Confederação Nacional do Comércio (CNC) para a discussão do tema na audiência pública.

A medida é uma demanda do setor comercial, que, por meio da Confederação das Associações Comerciais do Brasil (CACB) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), vão lançar uma campanha nacional em defesa da atualização da tabela do Simples Nacional.

 

 

 

 

 

 

Indicadores de Crédito da Boa Vista

Índice
Mar
Abr
Mai
Demanda por crédito
0,6%
-4,3%
--
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
-1%
1,1%
--
Inadimplência do consumidor
5,1%
5,0%
7,5%
Recuperação de crédito
6,4%
1,8%
-5,6%
mais índices

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mar
Abr
Mai
IGP-M
1,1477
1,1466
1,1072
IGP-DI
1,1557
1,1353
1,1056
IPCA
1,1130
1,1213
1,1173
IPC-Fipe
1,1096
1,1226
1,1227

Vídeos

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

O advogado Igor Nascimento Souza fala sobre o Fiagro

2º Encontro "Liberdade para Empreender”

SOS Empreendedores - Crédito e negociação de dívidas

Colunistas