BNDES anuncia mais R$ 3 bilhões para crédito pelo Plano Safra

Com o novo aporte, os recursos ainda disponíveis somam R$ 8,5 bilhões, tendo prazo de utilização até junho de 2024

Estadão Conteúdo
10/Jan/2024
  • btn-whatsapp

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) divulgou que disponibilizará nesta quarta-feira, 10/1, mais R$ 3 bilhões para operações de crédito no âmbito de programas do Plano Safra 2023/24.

Com o novo aporte, os recursos ainda disponíveis nos diferentes Programas Agropecuários do Governo Federal (PAGF) a serem repassados pelo banco de fomento somam R$ 8,5 bilhões, tendo prazo de utilização até junho de 2024.

O BNDES acrescenta que a medida foi tomada em conjunto com o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, num esforço para oferecer "recursos extras para produtores rurais, cooperativas e agricultores familiares", num momento em que a verba repassada a instituições credenciadas nesta linha de financiamento está perto de ser completamente utilizada.

"No Plano Safra 2023-2024, o BNDES já aprovou R$ 18,2 bilhões e atendeu a solicitações de mais de 99 mil clientes por meio de operações indiretas, realizadas pela rede de agentes financeiros credenciados", afirmou o presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, em nota divulgada pelo banco de fomento.

"Os produtores rurais precisam estar atentos pois os recursos desta linha, que são repassados para as instituições credenciadas, estão próximos de serem completamente utilizados. De toda forma, além do Plano Safra, o BNDES oferece soluções próprias para garantir a oferta de crédito ao setor agropecuário durante todo o ano, como o BNDES Crédito Rural. Na atual safra, o produto já soma R$ 4,2 bilhões em operações aprovadas", completou.

O BNDES destaca que os recursos advindos do Plano Safra podem ser aplicados em custeio e investimentos em diferentes finalidades, incluindo ampliação da produção, aquisição de máquinas e equipamentos, armazenagem e inovação.

SAFRA 2024

A safra agrícola de 2024 deve totalizar 306,5 milhões de toneladas, 8,9 milhões de toneladas a menos que o desempenho de 2023, um recuo de 2,8%. Os dados são do terceiro Prognóstico para a Produção Agrícola do ano que vem, divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quarta-feira.

O resultado é 317,8 mil toneladas maior que o previsto no segundo prognóstico, uma alta de 0,1%.

Já o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de dezembro aponta uma safra recorde de 315,4 milhões de toneladas em 2023, 19,8% maior que a de 2022, 52,2 milhões de toneladas a mais. O resultado é 912,8 mil toneladas menor que o previsto no levantamento anterior, de novembro, uma queda de 0,3%.

 
IMAGEM: Dirceu Portugal/AE

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas