Avaliação positiva do governo cai para 32% em junho

A avaliação negativa (ruim e péssimo) do presidente Bolsonaro, por sua vez, subiu de 27% para 32% no mesmo período, de acordo com pesquisa da CNI, feita pelo Ibope

Estadão Conteúdo
27/Jun/2019
  • btn-whatsapp
Avaliação positiva do governo cai para 32% em junho

A avaliação positiva (ótimo e bom) do governo do presidente Jair Bolsonaro variou de 35% em abril para 32% em junho, em uma tendência de queda, mostra pesquisa feita pelo Ibope e divulgada nesta quinta-feira (27/06, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

A avaliação negativa (ruim e péssimo), por sua vez, subiu de 27% para 32% no mesmo período. Dos entrevistados, 32% consideram o governo regular (eram 31% na pesquisa anterior).

Desde o início do governo, em janeiro, o porcentual de pessoas que consideram o governo ótimo ou bom caiu 17 pontos, de 49% para 32%, mostra a série histórica do Ibope.

Já a avaliação negativa subiu 21 pontos, de 11% para 32%, no mesmo período.

MANEIRA DE GOVERNAR

A avaliação dos brasileiros sobre a maneira do presidente Bolsonaro governar o País piorou entre abril e junho, mostra pesquisa CNI/Ibope. O índice de pessoas que desaprovam a maneira de Bolsonaro governar subiu de 40% em abril para 48% em junho. A aprovação, por sua vez, caiu de 51% para 46% no mesmo período.

Na série história do Ibope, esta é a primeira pesquisa em que o porcentual de entrevistados que desaprovam o governo Bolsonaro é marginalmente maior do que a quantidade de pessoas que aprovam a gestão. Desde janeiro, a aprovação do governo vem caindo na série do Ibope: era de 67% em janeiro e caiu 21 pontos.

A desaprovação, por outro lado, subiu 27 pontos: foi de 21% para 48%.

CONFIANÇA

Em outro quesito do levantamento, 51% dos entrevistados dizem não confiar no presidente Jair Bolsonaro. O índice era de 45% em abril. Já os que confiam caíram de 51% para 46% entre um mês e outro.

REGIÕES

De acordo com a pesquisa CNI/Ibope, a avaliação do governo do presidente Bolsonaro piorou entre abril e junho no Nordeste. Entre moradores da região, a avaliação negativa (ruim e péssimo) da administração federal subiu de 40% para 47% no período. Já a avaliação positiva (ótimo e bom) caiu de 25% para 17%.

O Sul é a única região do Brasil onde Bolsonaro é bem avaliado pela maioria da população. Ótimo e bom nessa região subiu de 44% em abril para 52% em junho.

O maior porcentual de ruim ou péssimo, por sua vez, ocorre entre os residentes das regiões Norte e Centro-Oeste: 33% (era 20% em abril).

EXPECTATIVA

Em relação ao futuro, 39% das pessoas acreditam que o restante do governo será ótimo ou bom. O porcentual era maior em abril: 45%. A perspectiva de que a gestão será ruim ou péssima subiu de 23% para 29%.

Ainda sim, o governo Bolsonaro está sendo melhor que o ex-presidente Michel Temer para 47% (era 51% em abril).

Para 33%, as duas gestões são iguais e, na opinião de 17%, Bolsonaro está governando o País de maneira pior que Temer.

O Ibope ouviu 2 mil pessoas em 126 municípios entre 20 e 26 de junho. O levantamento anterior havia sido realizado de 12 a 15 de abril. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.

IMAGEM: Marcos Corrêa/Palácio do Planalto

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas