A Páscoa de 2019 foi mais doce para os lojistas

Vendas na data comemorativa tiveram alta de 1,29% em relação a 2018, de acordo com pesquisa da CNDL e SPC Brasil

Estadão Conteúdo
22/Abr/2019
  • btn-whatsapp
A Páscoa de 2019 foi mais doce para os lojistas

Na semana anterior à Páscoa, entre 14 e 20 de abril, as vendas a prazo no Brasil registraram crescimento de 1,29% em relação ao período equivalente do ano passado, revela levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Em 2018, foi registrada retração de 0,34% na mesma base de comparação.

De acordo com Roque Pellizzaro Junior, presidente do SPC Brasil, a alta das vendas na Páscoa pode indicar uma melhora dos negócios ao longo do ano.

Para ele, o resultado é um alento para o varejo começar a dar sinais mais sólidos de recuperação, mas não é o suficiente para retornar ao patamar de crescimento anterior a recessão econômica.

"A Páscoa representa a primeira grande festa do ano para o comércio e pode funcionar como uma prévia não só para o Dia das Mães, como para o desempenho da atividade comercial ao longo deste ano", afirma o executivo.

Entre os produtos mais procurados, a pesquisa aponta ovos de chocolates industrializados (61%) na primeira colocação, seguido por caixas de bombons (50%), ovos de Páscoa artesanais e caseiros (38%), barras de chocolate industrializadas (33%) e artesanais (25%), colombas pascoais (13%) e bebidas, como vinho (13%).

Os resultados foram obtidos a partir do volume de consultas realizadas ao banco de dados do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional.

IMAGEM: Thinkstock

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas