4 dicas para o MEI planejar as férias sem sustos

Especialista do Sebrae dá orientações para o empreendedor que trabalha sozinho, ou que pode contratar apenas um colaborador, para manter os negócios em dia no período de descanso

Agência Sebrae
27/Dez/2023
  • btn-whatsapp
4 dicas para o MEI planejar as férias sem sustos

Muitos brasileiros costumam aproveitar os meses de dezembro e janeiro para tirar férias. Mas a decisão não é tão simples quando você é dono de um negócio. Especialmente quando se é Microempreendedor Individual (MEI), modalidade que só permite contratar um funcionário.

Para auxiliar os empresários que pretendem se ausentar das atividades do empreendimento para um merecido descanso, o gerente de Relacionamento com o Cliente do Sebrae, Enio Pinto, traz dicas para o empreendedor curtir o recesso sem culpa, mas com muita organização.

1. TREINE SEU COLABORADOR OU CONTRATE UM TEMPORÁRIO

Para quem tem apenas um funcionário, o ideal é delegar a ele a rotina mais operacional e focar nas questões estratégicas. Treine o seu colaborador para o período em que você estiver ausente, de forma que ele consiga prosseguir com as atividades.

Caso trabalhe sozinho, contrate temporariamente um profissional – ele ficará responsável por, minimamente, não deixar os seus clientes sem um retorno, além de dar andamento a algumas atividades enquanto você está fora. "A arte de delegar tem ganhos muito concretos para o negócio. Você tem de delegar questões mais operacionais, 'mais bíceps'", explica o gerente.

E ficar para você, o gestor empreendedor, questões que de fato são críticas, que vão fazer a diferença na prestação dos seus serviços. O principal é se desocupar e ter tempo na agenda para fazer aquilo que de fato é a essência no seu negócio: entregar valor ao seu cliente.

2. APOSTE EM PERÍODOS CURTOS DE FÉRIAS

Naturalmente, se você não tem um time consistente, o ideal é planejar períodos de férias curtos e, necessariamente, no contrafluxo da sua melhor temporada, o que chamamos de sazonalidade negativa, quando a procura por seus serviços ou produtos está no período mais baixo do ano. Empreendimentos que têm uma sazonalidade negativa muito acentuada podem até desativar seu funcionamento nesses períodos, como a rede ligada ao turismo, por exemplo.

"Em determinadas regiões do país, o turismo fica praticamente morto em função das condições climáticas têm pousadas e restaurantes que podem fechar na baixa temporada", lembra. 

3. COMUNIQUE SEUS CLIENTES COM ANTECEDÊNCIA

Outra providência é comunicar seu afastamento com alguma antecedência, informando o seu cliente sobre o período que você estará fora.

4. ORGANIZE UM PLANTÃO DE ATENDIMENTO

O gerente do Sebrae afirma que uma alternativa interessante é montar um plantão de atendimento ao cliente em um canal remoto na internet ou em uma rede social.

Como por exemplo, o "combo" que o pequeno empreendimento costuma ter, utilizando o Instagram para divulgação de imagens e vídeos do produto e/ou serviço, deixando ali, na plataforma, um link para o WhatsApp da empresa, para fechar a venda por esse canal.

"É sempre desafiante tirar férias quando você é empreendedor e não conta com um time, mas  essas dicas usadas em conjunto vão permitir se afastar por um período", conclui. 

FOTO: 

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas