Negócios

Supermercados vendem 5,94% até outubro e preços sobem


Resultado ultrapassou a projeção inicial da Abras, que era de 3,9%. No acumulado de 12 meses, a cesta de 35 produtos cresceu 26,49%, com destaque para itens como batata, óleo de soja e arroz


  Por Estadão Conteúdo 23 de Dezembro de 2020 às 12:07

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


O setor supermercadista acumula alta de vendas de 5,94% em 2020 até o mês de outubro, na comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo o Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), apurado pelo Departamento de Economia e Pesquisa da entidade. 

No acumulado dos 12 meses, o valor da cesta dos 35 produtos mais vendidos nos supermercados (chamada de Abrasmercado) subiu 26,49%. As maiores altas foram nos itens: batata, 40,27%, tomate, 20,21%, óleo de soja, 20,07%, arroz, 12,37%, e frango congelado, 8,12%. 

LEIA MAIS:  Um Natal de pechincha, preços altos e falta de produtos

"A projeção inicial da Abras (para alta de vendas neste ano), divulgada em janeiro de 2020, estava em 3,9%. Acreditamos que nos próximos meses os números devem se manter no patamar de 5%", afirma em nota o presidente da instituição, João Sanzovo Neto.

Na comparação de outubro deste ano com o mesmo mês de 2019, a alta foi de 12,43%, e de 7,35%, quando comparado com setembro de 2020. Além disso, em outubro a Abrasmercado registrou alta de 3,56% na comparação com setembro, passando de R$ 576,40 para R$ 596,93.

No mês de outubro, todas as regiões brasileiras registraram alta no preço da cesta Abrasmercado. A Região Nordeste foi a que apresentou a maior variação positiva, 4,29%, e passou de R$ 503,56, em setembro, para R$ 525,16.

Além disso, os supermercadistas estão mais otimistas, segundo o último Índice de Confiança elaborado pela Abras em parceria com a GfK, em outubro, que chegou a 60,8 pontos (numa escala de 0 a 100), ante 59,1 pontos em agosto. Segundo a instituição, o resultado foi impactado pelas perspectivas de retomada da economia.

FOTO: Reprodução






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade