Gestão

Glossário do Empreendedor: o que é "Greenfield"


Nas empresas, o termo é usado para designar projetos em fase de planejamento, que ainda não saíram do papel


  Por Italo Rufino 21 de Outubro de 2021 às 06:00

  | Repórter


O termo Greenfield é usado para designar projetos incipientes, que existem somente no papel e estão em fase de planejamento. Esses projetos ainda não possuem nenhuma estrutura física, como no caso de empreendimentos imobiliários, ou digital, no caso de desenvolvimento de softwares.

Em projetos greenfield, os financiadores alocam recursos na construção da estrutura necessária para iniciar uma operação. Geralmente esses projetos são relacionados a abertura de novos mercados ou atividades inovadoras.

Uma indústria que atua em São Paulo pode criar um projeto greenfield para desenvolver uma nova unidade fabril no Nordeste, por exemplo, que será responsável por abastecer a região.

Investimentos anjo também podem ser considerados projetos greenfield. Neste caso, o investidor aporta recursos em startups que ainda estão em fase de validação e não possuem escritório, funcionários, clientes ou plataforma tecnológica.

Os investimentos greenfield possuem maior risco, pois sua viabilidade pode depender de autorizações de órgãos regulatórios, autoridades ambientais e aprovações de patentes.

Um exemplo é trabalhão que o Uber enfrentou para implementar seu serviço nas cidades brasileiras.

Uma saída para as empresas fugirem da burocracia é abrir mercados por meio de aquisição ou joint venture. Neste caso, o projeto não é mais considerado greenfield.

ORIGEM

O termo tem origem na construção civil e serve para designar terrenos nunca antes utilizados, nos quais não há necessidade de demolição. São locais limpos, prontos para um novo empreendimento – daí o termo greenfield, ou campo verde, em tradução livre.

O oposto de greenfield é brownfield (campo marrom), usado para nomear terrenos com instalações ociosas ou abandonadas com potencial para ser reutilizado somente após limpeza ou reforma.

LEIA MAIS:

Glossário do empreendedor: o que é SaaS

Glossário do empreendedor: o que é upcycling

Glossário do empreendedor: o que é lead

Glossário do empreendedor: o que é SKU

Glossário do empreendedor: o que é "churn rate"

Glossário do Empreendedor: o que é OKR

Glossário do empreendedor: o que é Beacon

Glossário do empreendedor: o que é "bootstrapping"

Glossário do Empreendedor: entenda o que é Product Market Fit

Glossário do empreendedor: o que é Fisital

Glossário do empreendedor: o que é hackathon

Glossário do empreendedor: o que é protótipo

Glossário do empreendedor: o que é 'growth hacking'

Glossário do empreendedor: indicadores financeiros

Glossário do Empreendedor: o que é Internet das Coisas

Glossário do empreendedor: o que é store in store

Glossário do empreendedor: o que é crowdsourcing

Glossário do empreendedor: o que é uma incubadora

Glossário do empreendedor: o que é Empresa B

Glossário do Empreendedor: o que é Kick-Off Meeting

Glossário do empreendedor: o que é due diligence

Glossário do empreendedor: o que é break-even

Glossário do Empreendedor: o que é transmídia?

Glossário do Empreendedor: o que é Cobranding?

Glossário do empreendedor: O que é pivotar

Glossário do empreendedor: o que é holding?

Glossário do Empreendedor: o que é Freemium?

Glossário do Empreendedor: o que é benchmarking?

 

IMAGEM: Pixabay






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade