Gestão

Amazon lidera ranking brasileiro de maturidade digital no varejo


Lista elaborada pela E-Consulting traz as maiores referências do varejo no uso da transformação digital nos negócios


  Por Redação DC 20 de Fevereiro de 2020 às 18:05

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O estudo “A Transformação Digital no Brasil 2019”, feito pela consultoria E-Consulting, trouxe um panorama do impacto da transformação digital no varejo brasileiro. O levantamento desenvolveu uma espécie de régua para medir o ritmo da maturidade digital de mais de 50 marcas que atuam em diversos nichos do varejo, tais como supermercados, drogarias, turismo, entretenimento, dentre outros serviços. Desta avaliação, a consultoria ranqueou as 15 melhores colocadas.

A Amazon foi considerada a empresa com iniciativas digitais mais maduras, com nota 8,14, numa escala de 0 a 10, após entrevistas realizadas com 847 lideranças, entre CEOS, CMO’s e CIO’s.

LEIA MAIS: Nike e Ikea deixaram a Amazon. O que está havendo com o e-commerce?

O Magazine Luiza ficou na segunda posição, garantindo 8,12 pontos. O McDonald’s, o Mercado Livre e a Starbucks completam as cinco primeiras colocações do ranking.

Dentre as razões para a companhia de Jeff Bezos ser a mais lembrada pela maioria dos executivos foi a evolução da marca quando se pensa em transformação digital nos negócios.

Uma das primeiras a popularizar o conceito no mundo, quando começou a vender livros na internet, a Amazon ampliou o seu portfólio e suas fontes de receita a partir de uma linha de atuação baseada na inovação e transformação digital.

“Tudo que é produzido pela Amazon denota inovação atrelada à faturamento, seja com publicidade, passando por streaming de vídeo, até rede de supermercados. A transformação digital é tangível e vista sob os olhos de todos, mesmo para aqueles que não consomem os seus produtos”, diz Daniel Domeneghetti, coordenador do estudo e CEO da E-Consulting.

Para chegar ao resultado final, foram avaliados atributos como: ofertas digitalmente nativas, ações estratégicas inovadoras, jeitos de trabalhar, multicanais próprios, posicionamento e cultura digital.

 

IMAGEM: Divulgação