Economia

Pequenos negócios voltaram a contratar


Segundo levantamento do Sebrae com base em dados do Ministério da Economia, as MPEs criaram, em outubro, 271 mil postos


  Por Redação DC 02 de Dezembro de 2020 às 13:11

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


As micro e pequenas empresas (MPE) estão bem próximo de recuperar todos os empregos perdidos durante a pandemia do coronavírus. No último mês de outubro, essas empresas geraram um saldo líquido de 271 mil postos de trabalho (68,6% do total de empregos gerados no país).

Com isso, no acumulado entre janeiro e outubro, o saldo de empregos apresentado pelas MPE ficou negativo em apenas 26 mil empregos (de janeiro a setembro era de 294,3 mil).

Nos piores meses da crise, os pequenos negócios foram os que mais demitiram, chegando a fechar pouco mais de 1 milhão de vagas. Mas, com a reabertura da economia, as MPE foram também as que reagiram mais rapidamente na retomada do emprego.

Um levantamento feito pelo Sebrae, a partir de dados do Ministério da Economia, mostrou que as médias e grandes empresas ainda apresentavam, em outubro, um saldo negativo acumulado de pouco mais de 215 mil vagas (oito vezes maior que o resultado das MPE).

Ainda segundo o Sebrae, em outubro, as médias e grandes empresas geraram um saldo positivo 123 mil postos de trabalho; menos da metade do saldo gerado pelas micro e pequenas.

OS RESULTADOS

As MPE geraram em outubro um saldo líquido de 270.913 empregos. Já as médias e grandes geraram um saldo de 123.100 vagas.

No acumulado entre janeiro e outubro, as micro e pequenas empresas apresentam um saldo negativo de 26.098 vagas. Já as médias e grandes ainda acumulam um saldo negativo de 215.291. No geral, o país apresenta um saldo acumulado (janeiro a outubro) de -171.139 vagas

Considerando as empresas de micro e pequeno portes, o setor que apresentou o melhor resultado em outubro foi o Comércio, com geração de 93.643 vagas. Em seguida aparece Serviços, que gerou 92.004 empregos, e a Indústria, com a criação de 57.373 empregos.

 

IMAGEM: 





Publicidade





Publicidade









Publicidade