Economia

Demanda por bens industriais cresce 2,7% no 3° trimestre


O resultado de setembro, porém, mostrou queda de 2,3% segundo levantamento do Ipea


  Por Estadão Conteúdo 21 de Novembro de 2018 às 15:47

  | Agência de notícias do Grupo Estado


A demanda por bens industriais no País encolheu em setembro, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea Mensal de Consumo Aparente de Bens Industriais recuou 2,3% em relação a agosto. 

O resultado foi puxado pela queda de 4% nas importações de bens industriais, além de uma redução de 1,3% na produção doméstica excluindo o volume exportado. 

No fechamento do terceiro trimestre, entretanto, o saldo terminou positivo. "Apesar da queda de setembro, o terceiro trimestre fechou com alta de 2,7% em relação ao trimestre anterior", destacou Leonardo Mello de Carvalho, técnico de planejamento e pesquisa do Ipea, em nota oficial. 

Na comparação com setembro do ano passado, a demanda interna por bens industriais caiu 1,8% em setembro de 2018. No terceiro trimestre, em comparação ao mesmo período de 2017, o consumo aparente (produção adicionada das importações e subtraída das exportações) de bens industriais cresceu 4,1%. 

No acumulado em 12 meses até setembro, a demanda por bens industriais cresceu 5,1%. No ano, o avanço foi de 4,4%.

 

IMAGEM: Thinkstock