Acontece no Estado

Associações comerciais terão serviços voltados à agentes financeiros


Parceria com a Central de Registros de Direitos Creditórios (CRDC) vai permitir que as associações ligadas à Facesp ampliem o leque de serviços


  Por Cleber Lazo  15 de Outubro de 2020 às 17:51

  | Repórter Facesp cleber.lazo@facesp.com.br


Associações comerciais do estado de São Paulo começaram a ser treinadas para oferecer solução a agentes financeiros (fidcs, securitizadoras e factorings) que resultem em mais segurança na disponibilização de crédito para os pequenos empresários e microempreendedores.

A iniciativa, em fase de piloto, vai envolver cinco associações ligadas à Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp)

Os treinamentos são realizados pela Central de Registros de Direitos Creditórios (CRDC), uma empresa de tecnologia parceira da Facesp. A CRDC foi homologada pelo Banco Central do Brasil como Registradora de Ativos Financeiros.

LEIA MAIS: Banco Central autoriza CRDC a ser registradora de duplicatas

Na quarta-feira (14/10), por meio de uma reunião on-line, representantes das associações comerciais de Marília, Franca, Campinas, Guarulhos e Presidente Prudente tiveram o primeiro contato com a plataforma CRDC.

Foram repassadas informações sobre a operacionalização do sistema, o registro da cessão (a compra da duplicata), como acessar o suporte, entre outras orientações. Os representantes das ACs também puderam tirar dúvidas com a equipe da CRDC.

Este foi o primeiro contato das associações do projeto piloto com a plataforma, contudo, um treinamento completo e on-line sobre o novo serviço será realizado entre os dias 19 a 22 de outubro.

Entre os temas abordados estarão o que é fomento mercantil, securitizadoras e FIDC’s; quem são os clientes; demonstração da plataforma; documentos necessários para a contratação do CRDC, entre outros conteúdos programáticos.

Além deste treinamento on-line, haverá, ainda, atendimento personalizado para as equipes das entidades participantes.

As cinco ACs que participarão do projeto piloto foram escolhidas por terem o maior potencial de clientes nas respectivas cidades.  Nos próximos meses, toda a rede poderá oferecer o serviço.

Paralelamente à participação nos treinamentos, as associações do projeto piloto terão que elaborar uma estratégia de abordagem a potenciais clientes; levantar informações sobre as operações com duplicatas realizadas, tais como: volume, ticket médio, custos operacionais, dentre outros; e oferecer suporte na negociação e na contratação da plataforma CRDC.

Entre as responsabilidades das ACs ainda estão: coordenar as agendas da CRDC e do cliente, caso necessário demonstração e degustação; acompanhar a implantação da plataforma ao cliente a fim de que a CRDC possa realizar as atividades; e realizar reuniões regulares de acompanhamento da evolução das atividades.

CRDC RESPONDE

Enquanto o treinamento ocorre com as entidades participantes do projeto piloto, as demais ACs da rede poderão tirar as dúvidas sobre a duplicata escritural. A CRDC vai realizar um fórum de discussão para todo o mercado e as associações poderão participar.

O CRDC Responde será realizado dias 28 e 29 de outubro, das 9 às 10 horas, pela plataforma Zoom. O evento contará com a participação de Ivan Lopes, sócio-diretor da CRDC, e Alexandre Neves, advogado especialista no segmento financeiro e direito bancário.  

As vagas são limitadas. Inscrições com Claudia Caponero, pelo e-mail: ccaponero@crdc.com.br ou pelo WathsApp: (11) 99807-5787.

 

IMAGEM: Thinkstock





Publicidade






Publicidade





Publicidade