Índice de estoques da FecomercioSP cai 0,3% em maio ante abril

No período, 59,7% dos empresários da cidade de São Paulo relataram ter o estoque em situação adequada

Estadão Conteúdo
23/Mai/2024
  • btn-whatsapp

O índice de adequação dos estoques (IE) na cidade de São Paulo recuou 0,3% em maio na comparação com abril, informou a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Em relação a maio de 2023, houve alta de 3,2% no IE.

Entre abril e maio, a proporção de empresários que consideram ter uma situação de estoques adequada ficou estável em 59,7%.

Entre os que julgam ter estoques acima do adequado, o número caiu de 24,4% para 22,1%, o menor nível desde dezembro de 2013, segundo a FecomercioSP, quando essa proporção foi de 20,6%.

Já a proporção dos comerciantes que avaliam ter estoques abaixo do adequado passou de 15,4% para 18%.

A diferença entre a proporção de empresários com estoques acima do adequado (22,1%) e os que acham o estoque abaixo do adequado (18%), de 4,1 ponto porcentual, é a menor da série histórica, iniciada em junho de 2011, informou ainda a FecomercioSP.

Porte - Entre as grandes empresas, a proporção dos que veem estoques adequados passou de 64,8% em abril para 65,9% em maio. A proporção de grandes empresas que julga ter estoques acima do adequado caiu de 24,2% para 22%, enquanto as que avaliam o estoque como aquém do esperado subiu de 8,8% para 9,9%.

Nas empresas de pequeno porte, a proporção dos que consideram ter estoques adequados ficou estável em 59,5%. A proporção das pequenas empresas que julgam ter estoque acima do adequado diminuiu de 24,4% em abril para 22,1% em maio. Já as que avaliam o estoque como abaixo do ideal subiu de 15,5% para 18,2%.

 

IMAGEM: Freepik

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

Conheça os projetos que buscam requalificar o Centro de SP

Conheça os projetos que buscam requalificar o Centro de SP

Conheça os projetos que buscam requalificar o Centro de SP

Os impactos da IA no mercado de trabalho