Demanda do consumidor por crédito tem a terceira queda mensal seguida

Dados da Boa Vista apontam que no mês de junho a procura recuou 1,9%. No ano, a demanda ainda registra alta de 8,5%

Redação DC
19/Jul/2022
  • btn-whatsapp

A demanda do consumidor por crédito registrou a terceira queda consecutiva na comparação mensal, de acordo com dados da Boa Vista. No mês de junho, o recuo foi de 1,9% sobre maio. No segundo trimestre a retração em comparação ao primeiro trimestre foi de 7,2%.

Já na comparação com junho de 2021 foi verificado um aumento de 1,6%. Ainda assim, no acumulado do ano a demanda por crédito vem perdendo força. Entre janeiro e junho o indicador registra alta de 8,5% sobre igual período do ano passado. No acumulado entre janeiro e maio, a alta era de 9,9%.

Em 12 meses, o crescimento passou de 10,1% para 9,1%, sempre na comparação com igual período de 2021.

POR SEGMENTO

Em junho, os segmentos Financeiro e Não Financeiro caminharam na mesma direção, sendo que o primeiro caiu 2,4% e o segundo 1,6%.

Já na comparação interanual os movimentos foram distintos. Enquanto no segmento Financeiro foi observada alta de 13,3% - ainda assim, insuficiente para frear a desaceleração do crescimento na curva de longo prazo, que passou de 18,5% para 17,4% -, no segmento Não Financeiro o indicador recuou 6,2% e no acumulado em 12 meses o crescimento passou de 4,4% para 3,6%.

“O crédito ainda é muito forte e deverá encerrar o ano em alta, mas essa tendência [de desaceleração] deve ser mantida ao longo do próximo semestre. O custo do crédito é elevado e essa é a principal razão que justifica essa expectativa de desaceleração, não apenas do crédito, como também, da economia”, explica Flavio Calife, economista da Boa Vista.

Esse custo, por sinal, tende a continuar subindo, não só porque o custo de captação deve acompanhar a Selic, a expectativa é de que a taxa aumente em 0,5 ponto percentual, para 13,75%, na reunião do Copom agendada para os dias 2 e 3 de agosto, como também, pela elevação do spread, acompanhado uma tendência de alta que tem sido projetada nas taxas de inadimplência do consumidor.   

 

IMAGEM: Thinkstock

 

 

 

 

 

 

Indicadores Econômicos

Fator de Reajuste

ÍNDICE
Mai
Jun
Jul
IGP-M
1,1072
1,1070
1,1008
IGP-DI
1,1056
1,1112
1,0913
IPCA
1,1173
1,1189
1,1007
IPC-Fipe
1,1227
1,1169
1,1073

Indicadores de crédito Boa Vista

Índice
Abr
Mai
Jun
Demanda por crédito
-4,3%
-2,1%
-1,9%
Pedidos de falência
--
--
--
Movimento do comércio
1,1%
1,5%
-0,8%
Inadimplência do consumidor
5,0%
7,5%
-0,6%
Recuperação de crédito
1,8%
-5,6%
2,4%
mais índices

Vídeos

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Tarcísio de Freitas participa de ciclo de debates promovido pela ACSP

Felipe d’Avila, do Novo, foi sabatinado por empresários na ACSP

Márcio França fala em fim da ‘tiriricação’ da política

Colunistas