Credores pedem impugnação da recuperação extrajudicial da Casas Bahia

A varejista entrou com pedido de recuperação em 28 de abril para dívidas que somam R$ 4,1 bilhões

Estadão Conteúdo
06/Jun/2024
  • btn-whatsapp

O Grupo Casas Bahia informou na noite de quarta-feira, 5, que a Opea Securitizadora e a Pentágono Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários apresentaram impugnações ao Plano de Recuperação Extrajudicial e sua homologação.

Em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa afirma que entende que as impugnações são desprovidas de mérito e deverão ser rejeitadas.

A varejista destaca que o Plano atende a todas as exigências legais aplicáveis e tem o apoio de aproximadamente 55% dos Créditos Sujeitos, suficientes para atender o quórum mínimo necessário para sua homologação na forma da Lei e vinculação aos seus termos de 100% dos Créditos Sujeitos, incluindo as emissões de debêntures representadas por OPEA e Pentágono.

"A companhia responderá às impugnações no prazo legal e manterá seus acionistas e o mercado em geral devidamente informados sobre quaisquer desdobramentos relevantes a respeito do assunto", diz.

ENTENDA

A Casas Bahia entrou com pedido de recuperação extrajudicial em 28 de abril para dívidas que somam R$ 4,1 bilhões. O pedido já é pré-acordado com os principais credores, que detém 54,5% dos débitos e, portanto, deve ser aplicado também aos demais credores pulverizados, dentre eles, pessoas físicas.

 

IMAGEM: divulgação

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

Conheça os projetos que buscam requalificar o Centro de SP

Conheça os projetos que buscam requalificar o Centro de SP

Conheça os projetos que buscam requalificar o Centro de SP

Os impactos da IA no mercado de trabalho