Bares e restaurantes criaram 150 mil empregos em 2022

O salário médio no setor subiu acima da média geral do país, com ganho de 9,6%, passando a R$ 1.820

Estadão Conteúdo
01/Mar/2023
  • btn-whatsapp

O setor de Alojamento e Alimentação criou 181 mil novos empregos em 2022, chegando a 5,34 milhões de trabalhadores, o maior número para o último trimestre desde 2019, quando foram registrados 5,75 milhões.

Nos estabelecimentos do setor de alimentação fora do lar (que representam cerca de 85% do setor), foram mais de 150 mil novos empregos de saldo em 2022. O levantamento foi feito com base nos dados da Pnad Contínua divulgados nesta terça-feira pelo IBGE e organizados pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

"O número de contratações pode ser ainda maior, uma vez que esses dados não refletem completamente as movimentações feitas durante a temporada de verão, que é tradicionalmente um período de grande demanda para o setor de bares e restaurantes", diz Paulo Solmucci, presidente-executivo da Abrasel.

No entanto, Solmucci alega que o setor ainda sofre os efeitos da pandemia e da falta de "um programa robusto de recuperação por parte do governo". "Mais da metade dos estabelecimentos não consegue ainda trabalhar com lucro, o que é muito preocupante", completa Solmucci.

O levantamento ainda mostra que o salário médio no setor subiu acima da média geral do país, com ganho de 9,6%, passando a R$ 1.820 (a média geral foi de alta de 8,3%).

 

IMAGEM: Andrei Bonamin/DC

Store in Store

Carga Pesada

Vídeos

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

129 anos da ACSP - mensagem do presidente Roberto Ordine

Novos tempos, velhas crises

Confira como foi o 4° Liberdade para Empreender

Colunistas