3 vezes em que o digital norteou o futuro de grandes marcas

A Wow Concept (na foto), em Madri, é uma megaloja que busca criar experiências inovadoras, cativantes e, claro, instagramáveis. Imersão e design tornam o lugar opção para quem deseja algo além das compras

Mariana Missiaggia
02/Mar/2023
  • btn-whatsapp
3 vezes em que o digital norteou o futuro de grandes marcas

Os palpites sobre o futuro do varejo já passaram por uma série de cenários. Em comum a todos eles está o fato de não tratarmos mais os canais de venda de forma independentes. Está claro que o consumidor busca a melhor experiência possível em cada ambiente de compra, e na maioria das vezes, prefere misturar as experiências.

Portanto, navegar entre esses dois mundos (on-line e off-line) já tornou essa transição natural e há muitas marcas fazendo tudo isso parecer o mais simples possível. Há muitos exemplos de lojas que criam experiências otimizadas nas quais comprar se torna um prazer e pode durar o tempo que o cliente desejar.

Algumas delas visam agilizar as compras, outras miram na contemplação, no entretenimento, e há aquelas que simplesmente nos ajudam a resolver todas as demandas. Seja como for, todas essas experiências pretendem transformar a aquisição de produtos em um momento mais prazeroso e, claro, mais digital.

Realidade aumentada na Macy's - Dona da maior loja de varejo do mundo, a Macy's agora tem navegação com realidade aumentada para encontrar um produto. Há menos de um mês, a startup hypeAR divulgou sua chegada na rede varejista por meio de um aplicativo de tecnologia de realidade aumentada que ajuda na busca de um produto dentro de grandes lojas.

Com milhares de itens cadastrados e expostos, muitas vezes, algumas roupas, sapatos ou acessórios podem passar despercebido aos olhos dos clientes. Uma peça pode ter sido levada ao provador, determinada cor ou tamanho pode ter sido devolvida na arara errada e, assim, muitos consumidores podem deixar de finalizar uma compra na loja física simplesmente porque não encontraram o que estavam buscando - ainda que tal peça estivesse na loja.

Hoje, o mais comum é que essas megalojas sejam divididas por andares ou com a sinalização de grandes áreas como feminino, masculino, infantil. No entanto, a nova solução da Macy's permite uma localização exata, eficiente e totalmente integrada com a loja on-line.

Na prática funciona da seguinte forma: o usuário entra no e-commerce da marca, seleciona uma peça, cor e tamanho, e indica a loja física que está visitando. Imediatamente, o aplicativo traça o verdadeiro caminho que deve ser percorrido pelo cliente dentro da loja física para ele chegar até a peça que deseja - como uma espécie de Google Maps ou Waze.

Wow Concept - Inaugurada há menos de um ano em Madri, na Espanha, a Wow Concept é uma megaloja de departamentos que reúne grandes marcas e surgiu em uma época em que muitas de nossas compras são feitas on-line. Por essa razão, preza por criar experiências inovadoras, cativantes e, claro, instagramáveis.

Imersão e design norteiam a loja que se tornou um lugar digno de ser exibido em Madri até para quem está turistando. Abrigada em um antigo hotel, a loja é muito moderna e apela para o visual com grandes esculturas coloridas por todos os andares. Essas peças de arte são sempre expostas interagindo com novidades tecnológicas ao mesmo tempo em que se tornam uma vitrine para alguns produtos.

A fim de encantar clientes, a loja traz uma curadoria minuciosa de marcas e produtos, expostos através de muito storytelling para os consumidores. O cliente se converte em protagonista e sua experiência dentro da loja é o principal atrativo.

O espaço de 5,5 mil metros quadrados é dividido em oito andares. Cada andar oferece uma categoria de diferentes produtos: o térreo é dedicado à beleza e cosméticos; o subsolo a produtos tecnológicos (como mobilidade, audiovisual e videogames); os andares principais são dedicados à moda e o último é dedicado à casa, decoração e lifestyle.

Cada andar recebeu uma arquitetura diferente. A ideia foi levar ao cliente diversos cenários enquanto ele passeia e descobre o edifício. Todos eles são totalmente imersivos e dinâmicos. O térreo impressiona logo na chegada com grandes estátuas cor de rosa com figuras humanas estilizadas e computadorizadas. Elas fazem parte da composição da decoração, além de servir de display expositor para algumas marcas e produtos.

Em um dos andares, o corredor entre as araras e as prateleiras possui uma instalação digital interativa no piso. Enquanto os visitantes andam, projeções no piso do corredor se movem de acordo com os passos das pessoas.

Marcas contemporâneas de moda, como Miista, Marni, Birkenstock, Amul, Sunnei, The Attico e Alo Yoga estão presentes. Além da moda, também há marcas de tecnologia e lifestyle, como Bang & Olufsen e Assouline.

A loja como um todo foi pensada para impactar a próxima geração de consumidores que, ao que tudo indica, será marcada pelo impacto visual, pela fluidez de formatos transformando a loja em um grande palco de compras. A força das cores, das imagens, das referências históricas mescladas com elementos contemporâneos faz desse cenário o futuro do varejo.

Dominos - Uma das maiores redes de pizzaria do mundo e dona de um negócio internacional que atua em mais de 80 países, a Dominos teve seu período de ascensão. Formatada para seguir processos baseados na simplicidade, nas suas três primeiras décadas de existência a Dominos oferecia apenas comida para viagem e entrega. Assim, a sua ascensão foi lenta, mas consistente, sem grandes rupturas.

A rede se tornou uma das marcas líderes na popularização do delivery de pizza rápido (em até 30 minutos), adotando a estratégia de não terceirizar as entregas, evitando depender de operadores externos e confiando em seus funcionários.

Mas, em 2008, sofreu uma queda significativa na demanda. Sua popularidade e ações despencaram - os papeis foram de US$ 32,25 para US$ 5,95. Na época ficou claro para a marca que somente a pizza já não era mais suficiente. Era preciso inovar e agregar valor extra para atrair a atenção do cliente.

O objetivo era oferecer um serviço melhor pelo mesmo preço, unindo tecnologia e negócios. A saída escolhida foi implementar o Dominos Ayware, permitindo que qualquer cliente pedisse sua pizza favorita por diversos canais, como e onde estivesse.

Ou seja, você pode fazer pedidos via smart tv, Facebook, Messenger, Alexa e até pelo Twitter. Tudo isso por meio de uma inteligência artificial - chatbots inteligentes, que integrados em diferentes canais digitais processam os dados e automatizam os pedidos.

Tudo o que o cliente precisa é ter sua conta Pizza registrada e todas as suas informações, como pedidos favoritos, são extraídos da sua conta.

Durante a pandemia, a Dominos também inovou oferecendo ao cliente a opção Carside Delivery, na qual o cliente poderia escolher qual lado do carro o seu pedido seria entregue, evitando contato direto.

A tecnologia, nesse caso, potencializou a experiência da Dominos com o cliente. Os chatbots aceleram os pedidos e essa conveniência de pedir pizza em qualquer lugar reforça a presença da marca na rotina dos clientes.

 

IMAGEM: Wow Concept/divulgação