Tecnologia

Restaurantes aderem a aplicativo de autoatendimento


Com cardápio online, VocêQpad adianta pedidos e pagamentos de refeições feitas fora de casa e aumenta tíquete médio de lojistas em até 25%


  Por Mariana Missiaggia 24 de Maio de 2017 às 13:00

  | Repórter mserrain@dcomercio.com.br


Filas de espera, disputa por mesas e a falta de agilidade na preparação de pratos são alguns dos inconvenientes de uma praça de alimentação no horário de almoço.

Ter de dividir as atenções entre encontrar um lugar e enfrentar uma fila de restaurante leva muitos clientes a desconsiderarem esses espaços para uma refeição rápida.

Franqueado há dez anos, Paulo Sérgio Lebre sente na pele as consequências dessa concorrência.

Exatamente, por isso, já testou quase uma dezena de tecnologias que pudessem tornar a eficiência de sua loja, a Rizzo Gourmet, atraente aos olhos do consumidor. 

Há pouco mais de um mês, ele testa o VoceQpad, um aplicativo responsável por 10% dos pedidos registrados em seu negócio - um alívio em tempos bicudos.   

Esboçando alguns sinais de recuperação, a crise que afeta o bolso dos brasileiros ainda não foi superada. Um de seus efeitos é a mudança nos hábitos de consumo.

PAULO SÉRGIO, DA RIZZO GOURMET, APROVA O USO DE TECNOLOGIAS

A redução nos gastos considerados supérfluos nas compras atingiu diretamente os restaurantes.

Em 2016, os gastos com a alimentação na rua tiveram aumento acima da inflação, de 9,1%, de acordo com a Fecomercio-SP (Federação do Comércio do Estado de São Paulo).

A pesquisa mais recente sobre o setor divulgada pelo Instituto Foodservice Brasil, por meio de dados da Consumer Reports on Eating Share Trends (CREST), mostra que apesar de os consumidores continuarem frequentando estabelecimentos comerciais, a frequência de visitas por dia diminuiu de 1,60 vezes, em 2015 para 1,46, em 2016.

Ainda assim, a falta de tempo faz com que 34% do que os brasileiros gastam com alimentação, seja com o foodservice, em padarias, lanchonetes ou restaurantes. Já nos Estados Unidos, 49% dos consumidores despendem com comida fora de casa.

Diante disso, o mercado de tecnologia tem aberto espaço para que inovações encontrem alternativas capazes de reverter a recessão e fisgar os consumidores.

No bairro do Itaim Bibi, em São Paulo, o aplicativo VocêQpad transformou uma praça de alimentação comum em um espaço de autoatendimento.

Com investimento de R$ 2 milhões, a ferramenta permite que por meio do aplicativo, o cliente escolha o que deseja consumir antes mesmo de chegar ao local, dentro de um raio de até um quilômetro.

Após a confirmação da escolha do prato e a realização do pagamento, uma senha é enviada automaticamente para o celular.

Sem enfrentar fila, o cliente se dirige direto ao balcão quando for chamando. O pagamento é feito pelo próprio aplicativo, que aceita cartão de crédito, paypal ou vale refeição.

RAFAEL ARB, CRIADOR DO VOCEQPAD

Além de comodidade para os consumidores, a novidade é também uma estratégia de vendas para muitos comerciantes.

De acordo com Rafael Arb, CEO do VocêQpad, o uso do aplicativo pode aumentar o ticket médio dos restaurantes em até 25%, com a personalização de pratos, venda de adicionais, bebidas e sobremesas.

"No balcão tudo tem que acontecer muito rápido. No aplicativo, os clientes descobrem itens que nunca viram antes e as fotos despertam mais interesse", diz.

Lojas como Casa do Pão de Queijo e Spoleto, aderiram ao aplicativo na praça de alimentação do Brascan Open Mall, no Itaim Bibi.

No total, nove lojas disponibilizam o aplicativo, enquanto o restante do complexo (outros cinco restaurantes) está em fase de negociação. Esse é o primeiro caso de automatização da empresa em uma praça de alimentação em São Paulo. 

APP AUMENTOU TÍQUETE MÉDIO DA RIZZO GOURMET

No caso de Paulo Sérgio, em menos de um mês já foi possível sentir o resultado. De acordo com o empresário, os pratos mais vendidos pelas atendentes no balcão da Rizzo Gourmet são os executivos de R$ 19,90. Já no aplicativo, o tÍquete médio alcança R$ 27.  

Para os lojistas, o valor cobrado pelo uso do aplicativo varia de acordo com o volume de pedidos feitos pelo sistema. Hoje, o VocêQpad conta com 180 parceiros.

Há cada vez mais consumidores em busca de opções de alimentação nos aplicativos de celular.

O serviço está se expandido para diferente regiões e cidades do interior. A cada mês são entregues somente pelo iFood -líder do mercado de app de delivery - mais de três milhões de pedidos em mais de 100 cidades brasileiras.  

Na briga pelo mercado de fast food e com o propósito de superar o faturamento de R$ 1,3 bilhões em 2016, o Bob´s inaugurou há alguns meses sua primeira loja 100% digital.

Quem chega à unidade do BarraShopping, no Rio de Janeiro, não encontra um balcão de atendimento, mas sim três totens digitais.

Ali, os clientes podem fazer o pedido, com mais agilidade e personalização. O mesmo pode pode ser feito também através de um aplicativo para smartphone.

De acordo com Marcello Farrel, diretor geral da rede, a meta é que 50% das lojas aceitem pedidos pelo aplicativo até o final do ano e que 20 delas sejam 100% digitais como a do Rio de Janeiro.

FOTOS: Divulgação