Tecnologia

Começa a nona edição da Campus Party


Mais de 120 mil pessoas devem passar pelo evento que reúne jovens interessados em empreendedorismo e tecnologia


  Por Thais Ferreira 26 de Janeiro de 2016 às 17:40

  | Repórter tferreira@dcomercio.com.br


Começa nesta terça-feira (26/01), no pavilhão do Anhembi, na zona norte de São Paulo, a Campus Party. Evento que reúne palestrantes e atividades relacionadas à tecnologia, inovação, ciência, empreendedorismo e criatividade.  

A primeira Campus Party aconteceu em 1997 na Espanha. No Brasil, o evento teve início em 2008 e, hoje, a edição brasileira é considerada a maior do gênero no mundo: são mais de 120 mil visitantes – sendo que oito mil acampam no evento – espalhados por mais de 77 mil metros quadrados.

“Nesta edição, diminuímos a altura dos palcos e sugerimos aos palestrantes que suas apresentações durem entre 25 e 30 minutos, deixando mais tempo para perguntas”, afirma Tonico Novaes, diretor geral da Campus Party Brasil. “Com isso, teremos a chance de aumentar a interação e o engajamento dos campuseiros [nome dados aos jovens que acampam no local]. Ao aproximar os palestrantes, deixamos o espaço mais colaborativo, provocando debates.”

O tema central deste ano é “Feel the Future” (Sinta o Futuro, em português). A ideia é debater o futuro com aqueles que, em geral, estão mais interessados: os jovens.

LEIA MAIS: Os segredos de um empreendedor serial

Os ingressos para essa edição estão esgotados, mas quem ficou de fora ainda pode participar da área gratuita chamada Campus Experience.

Nesse local, ficam disponíveis 64 projetos tecnológicos desenvolvidos por alunos de graduação ou recém-formados. Além disso, haverá 200 startups apresentando seus produtos e 18 simuladores.

Pelo terceiro ano consecutivo, o empreendedorismo é um dos temas de destaques da Campus Party. Há um espaço destinado ao programa Startup 360 em que são incentivadas mentorias, network, troca de experiências e conhecimentos.

LEIA MAIS: Os 100 primeiros dias de uma startup

"Acreditamos que o legado do programa Startup 360 está em ajudar a construir o futuro das sociedades onde atua, formando e capacitando jovens para que suas ideias, com base na tecnologia, tenham êxito e continuidade", afirma Novaes. 

Outra forma de incentivar o empreendedorismo é a Maratona de Negócios, dividida em cinco categorias: economia criativa, mobilidade e urbanismo, saúde, educação, e-commerce e impacto social.

Foto: Agência Brasil