Sustentabilidade

Câmara comemora Dia do Marco da Paz


Símbolo de promoção da cultura de paz e da união entre os povos, monumento foi criado em 1999 pelo ítalo-brasileiro Gaetano Brancati Luigi (na foto)


  Por Redação DC 14 de Maio de 2019 às 10:50

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) realiza, nesta terça-feira (14/5), às 19h30, uma sessão solene na Câmara Municipal em comemoração ao Dia do Marco da Paz.

O evento – aberto ao público –é de iniciativa do vereador Toninho Paiva e do vice-presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), João Bico, que também é embaixador mundial do Marco da Paz. Na ocasião, 31 famílias paulistanas serão homenageadas com uma réplica do marco e com um diploma de Mensageiros da Paz.

O Marco da Paz é um monumento de promoção da cultura de paz e da união entre os povos. Foi criado em 1999 pelo ítalo-brasileiro Gaetano Brancati Luigi, que viveu na Itália até os 12 anos, tendo vivido os horrores da Segunda Guerra Mundial. Atualmente, é assessor especial da presidência da ACSP.

LEIA MAIS: Chile é o oitavo país a receber o Marco da Paz

O monumento está presente em 31 localidades, de 26 cidades, em 8 países. O Marco da Paz é uma estrutura formada por um arco com pedras claras, uma pomba com a inscrição pax e um sino de cobre.

O tamanho varia de monumento para monumento, de acordo com o local da instalação, mas costuma ter no mínimo 4 metros de altura por 3 de largura. O primeiro foi erguido no Pátio do Colégio, berço da capital.

Em 2015, foi instituído o Dia Municipal do Marco da Paz por meio da Lei 16.186. A data é comemorada todo 30 de março e integra o Calendário de Eventos da Cidade de São Paulo.

“Esse é um evento que muito me emociona, pois existe para praticar o reconhecimento a mais alta obra do seio da humanidade: a família, que é fonte do amor e de vida. E a Associação Comercial de São Paulo, em seus 124 anos de existência, se preocupa em reconhecer os valores da sociedade e, por meio de suas distritais, fazer ações sociais”, comenta Luigi.





Publicidade





Publicidade





Publicidade