Opinião

Tesoureiros descuidados


Delúbio Soares e João Vaccari Neto foram julgados e condenados, por crimes de corrupção


  Por Paulo Saab 22 de Setembro de 2015 às 10:42

  | Jornalista, Bacharel em Direito, professor universitário e escritor.


Delúbio Soares, e João Vaccari Neto foram tesoureiros do PT nos últimos anos. Os dois foram julgados e condenados, por crimes de corrupção e que tais. O ex-presidente do PT, José Genoino foi condenado e preso por crime de corrupção ativa e formação de quadrilha. O ex-presidente do PT José Dirceu foi preso e condenado por crime de corrupção ativa e formação de quadrilha e preso de novo acusado de corrupção.

Fora outros menos votados do partido que estão atrás de grades, em prisão domiciliar ou denunciados, aguardando condenação e prisão.

Só dona Dilma e seu Lula não sabiam de nada.

A ex-assessora de Dilma, que virou chefe da Casa Civil da Presidência da República, Erenice Guerra, foi implicada e demitida acusada de favorecimento, corrupção e outros crimes, embora ainda circule livremente pelos tapetes palacianos.

A ex-chefe do escritório de Lula quando presidente em São Paulo, Rosemary Noronha, é chamada atualmente de a pixuleca de Lula. Foi afastada e carrega a pecha de ter tido lucro com favorecimentos e privilégios, além de tráfico de influência.

Penso que não preciso seguir na lista e posso me ater aos dois nomes iniciais. Os dois tesoureiros do PT que foram decretados criminosos pela justiça brasileira.

São os mesmos, que assim como o atual presidente do PT, Ruy Falcão, e outros do partidos dizem que o mundo de dinheiro decorrente de propinas e desvios dos cofres públicos que abarrotou as contas dos companheiros, do próprio partido e sabe-se lá mais de quem, foi doado de forma legal e aprovado pelo TSE.

O mesmo TSE que hoje é presidido por Dias Toffoli, que antes de virar ministro do Supremo era advogado... do PT.

Tudo isto acontecendo e o governo segue o mesmo, do PT, com as mesmas pessoas borboleteando em torno do centro do poder e ainda com as declarações estridentes de Lula e Dilma que não saibam de nada.

Estivesse o PT na oposição e seu barulho e agitação país afora já teria posto para fora qualquer governante, eleito como foi Collor, sem qualquer contestação referente a legalidade da ação.

Em seu devaneio do domínio total sobre o país, o PT comprou o Congresso (ou parte dele) o STF, ou parte dele, as centrais sindicais (ou parte delas), a OAB (ou partes dela) a UNE (ou parte dela) e os movimentos éssetês da vida. 

Alguns partidos de oposição ou base aliada foram também comprados (ou parte deles) e outros estão comprometidos (ou parte deles) de algum modo com os esquemões armados para assaltar o povo brasileiro em nome de a este defender.

Só com os dois últimos tesoureiros do partido no poder, presos e condenados por corrupção e formação de quadrilha, roubando o dinheiro público, já seria motivo, em qualquer país sério do mundo para constitucionalmente esse tipo de partido e governo ser impedido de seguir governando. E, ainda, deveriam jogar sal grosso por onde eles pisassem, até nas cadeias.

No país tropical, eles ainda são arrogantes, bravateiros, vingativos e não querem entender o tamanho da encrenca em que se meteram.

Ou fingem não querer.

Fingir, ao lado de roubar, é o verbo favorito de tanta gente no poder.

Tem faltado caráter ao Brasil.