Opinião

Pílulas de desabafo


É preciso que todos -não importa o partido- que se aproveitaram e se aproveitam do tesouro público sejam processados e presos


  Por Paulo Saab 17 de Abril de 2018 às 18:45

  | Jornalista, Bacharel em Direito, professor universitário e escritor.


Demagogia e mentira campeiam no serrado,no semi-arido, no sertão, na floresta, no planalto, na planicie, nos pampas e navegam nos rios e mares do país abençoado por natureza e que antes da era Lula nunca teve abalo sismíco de mais de 3 graus.

O Brasil se tornou uma imensa piada onde a cafajestice ganhou a condição de normalidade. Só as pessoas de bem, nas ruas, reverterão essa profunda anomalia implementada pela esquerda mesquinha e corrupta. Ó tempora. Ó mores!

A sociedade brasileira está começando a tomar consciência do que se livrou ao por para fora -constitucionalmente-o governo do PT com seus cúmplices de esquerda.O buraco cavado, para nos enterrar no bolivarianismo que destruiu a Venezuela, já estava nos seis palmos. Escapamos...

A ousadia canalha da esquerda, simbolizada no PT e seus asseclas de crime, já foi longe demais. Deixamos que se infiltrasse como um câncer com metástases em tudo que é público e muito do privado. Hora de extirpar o câncer. Se não for no remédio(urnas) será na cirurgia.

“Democracia” é a palavra chave da falsidade socialista/comunista. Serve de sinônimo para todas as práticas autoritárias , desprovidas de qualquer caráter/pudor/moral. A esquerda falaciosa se esconde atrás deste “abra-te-sézamo” para impor sua vocação dominante ditatorial.

Esse (Guilherme) Boulos ainda quer ser candidato a presidente da República. Por isso o país está nessa draga danada.

As minorias e infratores implantaram a sua ditadura com o apoio da mídia engajada que na era Lula/Dilma, faturou como nunca nas tetas públicas. Nojo!

A limpeza não deve se limitar a Lula e asseclas. É preciso que todos -não importa o partido- que se aproveitaram e se aproveitam do tesouro público sejam processados e presos. E que maus juízes do STF sejam também investigados.

*As opiniões expressas em artigos são de exclusiva responsabilidade dos autores e não coincidem, necessariamente, com as do Diário do Comércio