Opinião

Isso é golpe!


Tentar impedir que o relator das contas da governanta não vote por ser seu parecer contrário à aprovação, é atacar de forma insidiosa o funcionamento harmônico e independente dos Poderes


  Por Paulo Saab 05 de Outubro de 2015 às 10:08

  | Jornalista, Bacharel em Direito, professor universitário e escritor.


O governo Dilma e o PT que tanto falam em golpe, sem nenhum fundamento, na tentativa de se defenderem dos erros, malfeitos e má gestão com que conduzem o país, são os verdadeiros golpistas na legitimidade da democracia brasileira, em busca de sua hegemonia no poder.

Pedir ao Tribunal de Contas da União para impedir que o relator das contas da governanta de 2014 não vote por ser seu parecer contrário à aprovação dessas contas, é atacar de forma insidiosa o funcionamento harmônico e independente dos Poderes, posto que o TCU é órgão apêndice do Poder Legislativo e não cabe ao Executivo interferir.

A alegação pífia de que o relator, ministro  João Augusto Nardes, já teria antecipado seu voto, revela:

*o caráter autoritário do governo Dilma e do PT.

*que o Ministro da Justiça, o do Planejamento e o Advogado Geral da União, são defensores do PT e não do governo.

*que o governo e o PT já admitem que as contas da governanta de 2014 não serão aprovadas, o que abre novo caminho para formalização de pedido de “impeachment” por improbidade administrativa.

*que as regras constitucionais continuam sendo desrespeitadas pelos detentores do poder na era Lula.

O PSDB fez uma boa comparação. (De vez em quando o PSDB tem rasgos de oposição).É como trocar o juiz na partida de futebol, com a bola rolando. Se o “árbitro” apitasse a favor ninguém, arguiria sua suspeição ou algo semelhante.

DENÚNCIAS
As revistas Veja e Época trouxeram, na edição deste fim de semana, novas denúncias envolvendo o ex-presidente Lula, seus familiares e a forma destemida como Lula agiu e ainda age ao arrepio da lei, fazendo lobby remunerado para empreiteiras, usando o cargo e o prestígio de presidente da República, ou ex, para obter vantagens.

INFORMANTE
Lula deve ter ficando incomodado coma condição de “informante” que o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, o qualificou ao liberá-lo (por que precisaria se Lula não tem mais cargo oficial?) para prestar depoimento à Polícia Federal, na Operação Lava-Jato. No livro “Assassinato de Reputações”, o delegado Romeu Tuma Junior, declara que Lula era “informante” do Deops, na época do regime militar. O Deops era dirigido por Romeu Tuma, o pai, que virou senador. Já falecido.

PLENO PODER
Vou desmentir a nota acima quando disse que Lula não tem mais cargo oficial. Tem sim, Desde a semana passada é o novo presidente da República em exercício. É o presidente de fato. A Dilma, por enquanto, de direito.

SAI DA ABA
 O homem não desgruda, meu Deus. Deixa o Brasil seguir sua vida em paz para reconstruir o que a era Lula/Dilma destruiu.

CENA POLÍTICA
Está difícil acompanhar a cena política brasileira, incluindo a econômica, sem vontade de vomitar.