Opinião

Canalhice pátria


Além de transgressor da lei, invasor, destruidor de propriedades públicas e privadas, “líder” de um movimento vendido ao PT, o que ele tem mais Stédile tem seu currículo?


  Por Paulo Saab 24 de Setembro de 2015 às 09:51

  | Jornalista, Bacharel em Direito, professor universitário e escritor.


O “líder” do MST, João Pedro Stédile, foi vaiado no aeroporto de Fortaleza e a esquerda jurássica já saiu esbravejando que ele foi “hostilizado” em sua chegada à capital cearense.

Quando o MST invade propriedades públicas e privadas, destrói bens, plantações, tumultua a vida das pessoas, das cidades, do campo, para ficar somente em algumas citações, não se trata de “hostilização”. Do que se trata?

É o mesmo senhor a quem Lula convocou para por seu “exército” na rua em defesa do inominável governo Dilma.
A meu ver, até vaiar o senhor Stédile é perda de tempo. Ele nem merece o ar soprado.

Quem é João Stédile?

Além de transgressor da lei, invasor, destruidor de propriedades públicas e privadas, “líder” de um movimento vendido ao PT, o que ele tem mais em seu currículo além de treinar militantes para a luta armada, promover o socialismo e manter cooperação com as esquerdas retrógradas da América Latrina?

DEFINIÇÃO
Que nome se dá à troca que a governanta Dilma faz, oferecendo ministérios e altos cargos públicos ao PMDB e outros partidos políticos em troca de votações a favor de seus interesses no Congresso Nacional?

Ou estou profundamente enganado ou isso é corrupção, prevaricação, transgressão.

Quem tiver melhor definição e não for comprado pelos caixas escusos do petismo que ajude a nominar tal excrescência.

PAÍS SÉRIO
Dois ex-presidentes do PT, José Dirceu e José Genoíno carregarão para sempre a marca de criminosos condenados no STF por se beneficiarem e ao seu partido, de dinheiro público roubado do erário por manobras ardilosas. Condenados e presos.

Dois ex-tesoureiros do PT, Delúbio Soares e João Vaccari Neto, idem, idem e idem.

Como me escreveu um leitor, se estivéssemos no Japão os quatro já deveriam ter se suicidado por desonra. Se estivéssemos na China, os quatro já teriam sido fuzilados pelos crimes cometidos.

Como aqui é o Brasil, Lula, Dilma e Falcão continuam rindo à toa, por terem a caneta do poder na mão. E o PT segue no poder comprando o PMDB e outros aliados com o dinheiro do brasileiro comum pagador de impostos.

 LAMBUZOU
Se estupidez pagasse imposto, o tal ex-deputado André Vargas estaria perdido. Iria pagar muito mais que multa milionária que recebeu além dos doze anos de prisão por crime também de corrupção e lavagem de dinheiro. Dinheiro público, claro.

Desde que este “cidadão” ergueu os punhos quando era vice-presidente da Câmara dos Deputados, ofendendo o então presidente do STF, Joaquim Barbosa, ganhou a antipatia do Brasil decente.

Agora mostrou sua real face. É um barato criminoso, como tantos infiltrados no PT e no governo, usando da demagogia e do populismo para discursar em favor do povo e agir em favor de seu enriquecimento pessoal. E como é um homem de família, levou o irmão junto. Cadeia e multa.

STF
Tenho o maior respeito pelas instituições pátrias.

Mesmo sendo civil, bato continência para o Supremo Tribunal Federal.

Ou melhor, batia. Foi transformado numa sucursal petista, aparelhado, como o TSE, o Congresso, para servir não mais ao país, mas a um partido de criminosos condenados e outros por virem a ser. Podem não ser, por esse aparelhamento que age na não na defesa, mas na proteção, dos acusados.

Com todo respeito à instituição e aos ministros não manipulados pelo petismo, repito que meu diploma de 40 anos de formatura no Largo de São Francisco, da USP, parece estar não esmaecido pelo tempo, mas enlameado pela sabujice.