Opinião

Às ruas


O país está caindo no abismo da desorganização, principalmente econômica, e a preocupação “deles” só têm sido tudo fazer para desativar investigações, prosseguir na farra que criaram e se defender acusando


  Por Paulo Saab 03 de Março de 2016 às 11:32

  | Jornalista, Bacharel em Direito, professor universitário e escritor.


A situação no país está tão degenerada –piorando a cada dia- que não tem jeito mesmo para os acomodados.

Nesta quinta-feira, o IBGE divulgou o PIB mais medíocre dos últimos 25 anos. Vexaminosos -3,8%. É terra arrasada na economia no país caranguejo. É mais fechamento de lojas (quase 100 mil em 2015), mais desemprego, deterioração assustadora da qualidade de vida dos brasileiros.

No domingo, 13 de março próximo, todos os brasileiros de bem precisam ir às ruas do país para mostrar a insatisfação e cansaço com Dilma, Lula e o PT. E tudo que representam.

Tem sido um doloroso exercício diário para a população de bem (e também a parte honesta da de “bens”) ser ofendida, vilipendiada, conspurcada, com tudo de errado que parte do PT e de governantes (sim, Lula ainda governa) fazem.

Aí está a Lava Jato, a todo vapor (ao menos por enquanto) investigando escândalos que se desdobram a cada dia.

Talvez seja hoje o único consolo dos brasileiros poder aplaudir um juiz corajoso como Sergio Moro, que não teme intimidações.

O país está caindo no abismo da desorganização, principalmente econômica, e a preocupação “deles” só têm sido tudo fazer para desativar investigações, prosseguir na farra que criaram e se defender acusando.

É preciso, repito que mostremos que estamos fartos de tudo isso e desejamos que saiam do poder.

Em São Paulo, vamos todos para a Avenida Paulista para nos concentrarmos às 15 horas. Não adianta ir cada um num horário. Fica disperso e dá aparência de pouca gente.

Vença a inércia. Leve mais alguns com você. Todos de amarelo.

Apenas para marcar presença, nem preciso dizer, em ordem, sem violência, sem agressões.

A indignação tomou conta das pessoas. É a hora de demonstrar isso publicamente.

Está prevalecendo no Brasil da era lulo-petista-dilmista:

-A mentira
-A falsidade
-A incompetência
-A enganação
-A corrupção
-A hipocrisia
-O cinismo
-A falácia
-A pressão
-A ameaça
 -O crime organizado

É só lembrar a bancada petista já presa: dois ex-presidentes do partido. Dois ex-tesoureiros do partido. 
Não é só coincidência.

Bem, nem vale a pena enumerar, até por falta de espaço, o tanto de desvios, desatinos, manipulações, jogadas, maracutaias, que um grupo bastante identificado tem feito na tentativa de transformar o Brasil na Casa Grande deles. O resto é a senzala que os sustenta.

Cinicamente nos agridem na mínima inteligência nos tratando como ignorantes e imbecis.

Se tivéssemos uma oposição de verdade, já teriam sido desalojados do comando dos cofres do país há muito tempo.

****

As opiniões expressas em artigos são de exclusiva responsabilidade dos autores e não coincidem, necessariamente, com as do Diário do Comércio