Negócios

Via Varejo começa a testar novo modelo de loja multioperadora


Foram abertos 20 pontos de vendas. Neles, os clientes podem comparar serviços e pacotes das operadoras e escolher a melhor combinação entre eles e os aparelhos


  Por Estadão Conteúdo 21 de Novembro de 2014 às 00:00

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


A Via Varejo, do Grupo Pão de Açúcar, controladora das redes Casas Bahia e Ponto Frio, abriu um novo modelo de loja de telefonia celular em cinco capitais. Batizados de Casas Bahia Mobile e Ponto Frio Mobile, os estabelecimentos são dedicados exclusivamente à venda de celulares, smartphones e tablets, aliados aos serviços de quatro das principais operadoras de telefonia celular do País (Claro, Oi, Tim e Vivo).

"Nelas, os consumidores, podem comparar os serviços e pacotes das operadoras e escolher a melhor combinação entre eles e os aparelhos em um só ponto de venda", afirma Líbano Barroso, presidente da Via Varejo.

O projeto de lojas multioperadoras é semelhante às que existem nos Estados Unidos e na Inglaterra. "Quando fizemos o planejamento estratégico da companhia, no ano passado, vimos que o cliente busca cada vez mais produtos com serviços no mundo do varejo", explica Barroso. "É esse o conceito por trás da nossa entrada no ramo dos móveis planejados (anunciada no último dia 7 de novembro) e, agora, da telefonia celular, em parceria com as operadoras."

Foram abertas 10 lojas da rede Mobile, chamadas pela empresa de stand alone, em shopping centers de São Paulo, Rio, Salvador, Recife e Fortaleza, e outras dez unidades dentro de lojas já existentes das redes Casas Bahia e Ponto Frio nessas capitais – conhecidas como "store in store". Os 20 pontos de venda consumiram R$ 12 milhões em investimentos e servirão, de acordo com Barroso, de laboratório do novo modelo. "As cidades escolhidas são capitais representativas do mercado nacional e vão permitir uma avaliação desse novo modelo, antes de pensarmos em expansão", afirma.


Loja conceito da Casas Bahia Mobile: vendas de celulares e planos em um só local
Foto: Divulgação

Para concretizar o projeto, a Via Varejo convidou o executivo Flávio Salles, com passagens por diversas empresas de telecom desde 1996 - como BCP, Claro, Oi e Motorola -, para elaborar o plano estratégico. No cargo de diretor comercial de Mobile na empresa desde maio, Salles procurou as principais operadoras de telefonia celular do País para apresentar a proposta. "Em todos os casos, a aceitação foi imediata", diz.

De acordo com o executivo, o novo modelo de negócios da Via Varejo não representa concorrência às lojas próprias das operadoras, que também vendem aparelhos atrelados a pacotes de telefonia e dados. "As lojas das operadoras, hoje, cumprem duas funções: venda de planos e aparelhos e atendimento aos clientes", conta. "Agora, elas vão poder focar em seu negócio principal, que é a relação com seus consumidores."

Assista ao video: Celulares: a disputa pelo tamanho

Salles também aponta a capilaridade da Via Varejo e a diversidade de formas de pagamento e de acesso a crédito pelos consumidores como diferencial que fez as operadoras aderirem à novidade. "Já estamos planejando o próximo passo, em que vamos conseguir integrar os benefícios dos planos de fidelidade das operadoras a nossa operação e, até, prestar algum tipo de serviço, como impressão de segunda via da conta dos clientes", diz.