Negócios

Vendas no varejo paulista tiveram queda de 5,7% em 2016


Das nove atividades analisadas, autopeças foi a única a crescer (3,9%) em volume de vendas, na comparação com 2015, de acordo com levantamento da Associação Comercial de São Paulo (ACSP)


  Por Mariana Missiaggia 06 de Março de 2017 às 14:57

  | Repórter mserrain@dcomercio.com.br


Pesquisa ACVarejo, da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), revela que em 2016 o volume de vendas do varejo ampliado paulista caiu 5,7%, na comparação com o ano anterior.

O varejo ampliado inclui segmentos como material de construção e automóveis. Em relação ao faturamento nominal (sem considerar a inflação) o setor teve alta de 2,6%.

Em dezembro, o recuo das vendas do varejo atingiu 6,1% sobre o mesmo período de 2015. Foi uma retração menos intensa do que a apresentada em novembro, de 7,2%, e em outubro, de 11,9%, considerando a mesma base de comparação. 

De acordo com Alencar Burti, presidente da ACSP, as vendas no ano passado evidenciaram recuos significativos, em razão da ampliação do desemprego, diminuição da renda e contração das condições de crédito.

LEIA MAIS: Com recorde de lojas fechadas, comércio teve o pior ano de sua história

“A continuidade do arrefecimento da queda parece sugerir que o setor se encontra numa etapa prévia à retomada do crescimento” diz Burti, 

Na avaliação da entidade, os resultados anuais do varejo do estado não surpreendem, dada a severidade da crise econômica, que se faz ainda mais intensa neste estado, devido à influência da contração do setor industrial.

SETORES

Das nove atividades analisadas, autopeças foi a única a crescer em 2016 ante 2015 em volume de vendas (+3,9%). A menor contração foi das farmácias e perfumarias (-2,4%).

Na contramão, as lojas de móveis e decoração registraram a maior redução no ano passado (-14,2%). Nas lojas de vestuário, tecidos e calçados houve queda de 10,6%. As concessionárias de veículos viram suas vendas caírem 9%. Os dados relativos aos setores se referem ao comércio do Estado de São Paulo. 

REGIÕES

Todas as 20 regiões paulistas analisadas pelo ACVarejo registraram quedas no acumulado de 2016 sobre 2015, no volume de vendas.

As mais acentuadas foram registradas nas regiões Metropolitana Oeste (-12,9%), que inclui Osasco, e Metropolitana Alto do Tietê (-9,5%), que abrange Guarulhos. Já o menor recuo foi na região de Marília (-0,6%).

A pesquisa ACVarejo é elaborada pelo Instituto de Economia Gastão Vidigal da ACSP com base em dados da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo e de índices de inflação setoriais extraídos da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), realizada mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

*FOTO: Thinkstock





Publicidade





Publicidade









Publicidade