Negócios

Vendas no varejo devem crescer 3,1% em 2018


A estimativa é da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que acredita em aceleração do desempenho do setor no primeiro trimestre de 2019


  Por Redação DC 06 de Novembro de 2018 às 11:31

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O volume de vendas do varejo brasileiro deve apresentar alta de 3,5% em março de 2019, no período acumulado em 12 meses, segundo projeção da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

Já a estimativa para o desempenho do setor no ano de 2018 é de crescimento de 3,1%, frente ao ano passado.

Segundo Alencar Burti, presidente da ACSP, a recuperação do comércio varejista - assim como da atividade econômica em geral - segue lenta em 2018, mais fraca do que se esperava. “Pesaram negativamente os juros ainda elevados, o desemprego alto e as indefinições político-eleitorais, que mantiveram baixas as confianças dos empresários e consumidores”.

Para ele, “dissipadas as incertezas, a confiança empresarial tende a aumentar, o que aquece o mercado de trabalho, puxa os salários, melhora a confiança do consumidor e, consequentemente, as vendas; por isso estimamos um crescimento mais vigoroso no primeiro trimestre de 2019”, diz Burti, que também preside a Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Ele acrescenta que no início do ano que vem o cenário econômico deve melhorar, o que costuma acontecer nos 100 primeiros dias dos governos.  

A projeção foi elaborada pelo Instituto de Economia/ACSP com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), do Banco Central (BC) e do Índice Nacional de Confiança/ACSP, e abrange o varejo restrito, que não considera veículos e material de construção.

Em 2017, o varejo restrito aumentou 2,1% sobre 2016, segundo o IBGE.