Negócios

Vendas no comércio paulistano crescem 3,6% na primeira quinzena


Com compras de ítens de menor valor, vendas à vista ultrapassam transações na modalidade a prazo, segundo balanço da ACSP


  Por Redação DC 17 de Janeiro de 2019 às 09:59

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O movimento de vendas do varejo da capital paulista cresceu em média 3,6% na primeira quinzena de janeiro sobre o mesmo período de 2018, de acordo com o Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

As transações à vista (4,6%) aumentaram mais do que as comercializações a prazo (2,6%).

“O sistema à vista, que abrange principalmente compras de menor valor, tem sido beneficiado pelas altas temperaturas nesse início de ano, que estimulam as vendas de roupas e calçados da moda primavera-verão, adereços, artigos de praia, bronzeadores, etc”, diz Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Também em função do forte calor, bens duráveis como ventilador e aparelho de ar-condicionado também têm se destacado, puxando para cima o sistema a prazo, mesmo com as altas tributações incidentes sobre eles, conforme divulgou a ACSP.

Variação mensal

Na comparação com a primeira quinzena de dezembro de 2018, os 15 primeiros dias de janeiro registraram queda média de 36,6%. A variação negativa já era esperada, por ser sazonal, visto que dezembro tem uma base forte por causa do Natal e do 13º salário. As retrações foram de 44,1 nas vendas à vista e de 29,1% a prazo.

O Balanço de Vendas é elaborado pelo Instituto de Economia Gastão Vidigal da ACSP com amostra fornecida pela Boa Vista SCPC.

FOTO: Diário do Comércio/Arquivo