Negócios

Vendas na capital paulista têm alta de 3,8% em setembro


O aumento salarial e a queda da inflação favoreceram as vendas à vista, que avançaram 3,9%, e a prazo, que cresceram 3,6%


  Por Redação DC 03 de Outubro de 2017 às 16:50

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O comércio da capital paulista encerrou o mês de setembro com crescimento médio de 3,8% no movimento de vendas (à vista e a prazo) na comparação com igual mês de 2016, de acordo com o Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

“O resultado aponta para uma continuidade da recuperação do varejo, embora explicada em grande parte pela base fraca de comparação”, avalia Marcel Solimeo, superintendente institucional da ACSP. 

 O aumento salarial e a queda da inflação favoreceram as vendas à vista, que avançaram 3,9%, e a prazo, que cresceram 3,6%.

No acumulado do ano, o comércio da capital teve retração de 0,7%. Mas, para a ACSP, as quedas no varejo tendem para a estabilização, com expectativa de recuperação até o fim de 2017.

Na comparação com agosto, o comércio na cidade de São Paulo encerrou o mês de setembro com queda de 5,9% nas vendas à vista e a prazo.

De acordo com o balanço de vendas da ACSP, o sistema à vista teve recuo de 14,7% na comparação com o mês de agosto, que contou com o Dia dos Pais, liquidações de inverno e dois dias úteis a mais.

As vendas a prazo, por outro lado, registraram alta de 2,9%, motivadas por juros menores e prazos mais longos.

Para o mês de outubro, devido ao Dia das Crianças, a expectativa é de crescimento de 3% em relação ao mesmo período de 2016, motivada pela venda de presentes de pequeno valor, como brinquedos, roupas e calçados, e também pelo setor turístico, que pode movimentar o comércio com viagens no feriado prolongado.

 

 

 

 

 

 

 

FOTO: Thinkstock