Negócios

Vendas do varejo paulistano cresceram 3,7% em abril


Levantamento da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) mostra que as vendas à vista se destacaram


  Por Redação DC 02 de Maio de 2019 às 18:18

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O movimento de vendas do varejo paulistano cresceu 3,7% em abril em relação ao mesmo mês do ano passado. De acordo com dados do Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) houve alta de 1% nas transações a prazo e de 6,4% na modalidade à vista.

“O efeito-calendário salvou as vendas em abril, pois este mês apresentou um dia útil a mais - 25 dias - em comparação com o mesmo mês do ano passado, que teve 24”, explica Marcel Solimeo, economista da ACSP, ressaltando que o comportamento de superação das vendas à vista frente às vendas a prazo é esperado também para as vendas do Dia das Mães.

VARIAÇÃO MENSAL

Na comparação com março de 2019, o movimento das vendas da capital teve recuo médio de 7,1% em abril deste ano, sendo -3,8% nas vendas a prazo e -10,4% à vista.

“É uma queda sazonal, portanto não preocupa por se tratar de um comportamento normal, uma vez que abril tende a ser mais curto do que março”, diz Solimeo.

QUADRIMESTRE

O levantamento mostra alta média de 1,7% no acumulado entre os quatro primeiros meses deste ano com relação ao mesmo período do ano passado, com queda de 0,2% nas transações a prazo e alta de 3,6% no sistema à vista.

Para o economista da ACSP, o dado de vendas a prazo aponta uma estabilidade nas vendas de móveis e eletrodomésticos.

“Isso porque há um ano o comércio estava se preparando para a Copa do Mundo, diferente de 2019, em que não há esse estímulo”. Já quanto a alta das vendas à vista, ele diz que acompanha o crescimento da massa salarial.

O Balanço de Vendas é elaborado pelo Instituto de Economia da ACSP com base em amostra da Boa Vista SCPC.

 

IMAGEM: Thinkstock