Negócios

Venda de veículos cresce 10,1% em setembro


Foram 234,8 mil unidades comercializadas no mês, segundo dados da Fenabrave


  Por Estadão Conteúdo 02 de Outubro de 2019 às 12:40

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


O mercado de veículos novos cresceu 10,1% em setembro ante igual mês do ano passado, informou nesta quarta-feira (02/10), a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).  O resultado confirma desempenho antecipado no dia anterior, pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Foram 234,8 mil unidades vendidas no mês passado, em soma que considera os segmentos de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. O volume, contudo, se comparado a agosto, representa queda de 3,3%. As variações foram influenciadas principalmente pela diferença de dias úteis.

Setembro deste ano teve dois dias úteis a mais que igual mês do ano passado. Na conta pela média diária, que busca tirar esse efeito, o mercado ficou praticamente estável nessa comparação. Já agosto teve um dia útil a mais. Pela média, a variação sobre o mês anterior foi de alta de 1,2%.

ACUMULADO E SEGMENTOS

No acumulado do ano até setembro, as concessionárias registraram 2,029 milhões de emplacamentos, expansão de 9,9% em relação a igual período do ano passado. Na categoria de veículos leves, que inclui automóveis e comerciais leves, foram registrados 223,2 mil emplacamentos em setembro, avanço de 9% sobre igual mês do ano passado.

Já na comparação com agosto, houve recuo de 3,2%. No acumulado do ano, foram licenciadas 1,935 milhão de unidades, alta de 8,7%. No mercado de caminhões, as concessionárias venderam 9,3 mil unidades no nono mês do ano, crescimento de 38,7% em relação a setembro de 2018.

No entanto, na comparação com agosto, houve retração de 2,9%. De janeiro a setembro, foram vendidas 74,7 mil unidades, expansão de 40,6%. No caso do segmento de ônibus, as vendas somaram 2,3 mil unidades em setembro, alta de 19,8% ante o volume de setembro do ano passado.

Sobre o resultado de agosto, contudo, houve contração de 14,5%. De janeiro a setembro, o mercado acumula 19,8 mil vendas, aumento de 47% em relação a igual intervalo de 2018.

FOTO: Pixabay