Negócios

Venda de imóveis segue em crescimento


Pesquisa da Fipe e Abrainc cresceram 59% em agosto em relação ao mesmo mês do ano passado. Número de cancelamentos de negócios também recuou


  Por Estadão Conteúdo 23 de Outubro de 2017 às 12:58

  | Agência de notícias do Grupo Estado


As vendas de imóveis novos têm crescido ao longo do ano, ao mesmo tempo em que recuam os cancelamentos de negócios - os chamados distratos - de acordo com pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), em parceria com a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc).

A pesquisa mostra que, em agosto, as vendas líquidas (já descontados os distratos) totalizaram 7,6 mil unidades, um crescimento de 59% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Os distratos foram de 2,7 mil unidades, retração de 27,5%. Os lançamentos totalizaram 4,9 mil unidades, aumento de 6,3%.

No acumulado do ano, as vendas líquidas somaram 45,2 mil unidades, aumento de 25,5% frente aos mesmos meses do ano passado. Nesse período, os distratos atingiram 17,7 mil unidades, queda de 20%, e os lançamentos alcançaram 30,5 mil unidades, recuo de 3,5%.

No acumulado dos últimos 12 meses encerrados em junho, as vendas líquidas foram de 63,7 mil unidades, alta de 11,6%. Os distratos totalizaram 23,3 mil unidades, baixa de 22,9%, e os lançamentos alcançaram 42 mil unidades, alta de 9%.

No fim de agosto, havia 111,9 mil unidades novas disponíveis para venda, montante 4% menor do que o registrado um ano antes. Considerando o ritmo atual de vendas, seriam precisos 14,6 meses para liquidar esse estoque, segundo a pesquisa da Abrainc/Fipe.

Os dados abrangem imóveis novos, dos segmentos residencial, comercial e loteamentos, desenvolvidos por 20 empresas associadas à Abrainc, com atuação espalhada por diversos Estados e concentração na Região Sudeste.

FOTO: Thinkstock