Negócios

Venda de carros registra pior semestre em 10 anos


Enquanto não há recuperação efetiva do mercado, as montadoras seguem adotando medidas de cortes. Em 12 meses encerrados em maio, fecharam 10,2 mil postos de trabalho


  Por Estadão Conteúdo 02 de Julho de 2016 às 13:08

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


As vendas de veículos novos no Brasil no primeiro semestre somaram 983,5 mil unidades, desempenho 25,4% inferior ao de igual intervalo de 2015. É o pior resultado para o período em dez anos. Em junho, as vendas também foram as mais baixas para o mês desde 2006, com um total de 171,8 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, segundo dados do mercado com base nos licenciamentos do Denatran.

Em relação a maio, os negócios cresceram 2,57%, mas a indústria credita a melhora ao fato de junho ter um dia útil a mais. No comparativo da média diária, houve recuo de 2% nas vendas.

O segmento de caminhões é o que segue com maior recuo, de 33% em junho ante o mesmo mês do ano passado. Em relação a maio, houve melhora de 3%.

O que tem gerado esperança entre as fabricantes de que há sinais de melhora no mercado total é a redução, mês a mês, do acumulado da queda anual de vendas. Em janeiro estava em 38,8%, foi a 31,3% no bimestre e a 28,6% no trimestre. Nos primeiros quatro meses baixou para 27,9%, na sequência para 26,6% e agora está em 25,4%.

A previsão da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) é encerrar o ano com vendas de 2 milhões de veículos, o que representará queda de 19% na comparação com 2015.

Enquanto não há recuperação efetiva do mercado, as montadoras seguem adotando medidas de corte de produção, com redução de jornada, férias coletivas, suspensão de contratos (lay-off) e abertura de programas de demissão voluntária (PDV). Em 12 meses encerrados em maio, as montadoras fecharam 10,2 mil postos de trabalho.

LIDERANÇA

A General Motors encerrou o semestre como líder de vendas de carros e comerciais leves, com 16,5% de participação, seguida pela Fiat (15,1%) e Volkswagen (3,3%). Hyundai e Toyota ocupam a quinta e sexta posição, respectivamente com 10,1% e 9% de participação.

Os carros mais vendidos em junho foram Chevrolet Onix (11,5 mil unidades), Hyundai HB20 (9,5 mil), Renault Sandero (6 mil), Ford Ka (5,8 mil) e Chevrolet Prisma (5,5 mil).

No acumulado do ano, a liderança também é do Onix (68,5 mil unidades), seguido por HB20 (55,9 mil), Ka (34,5 mil), Corolla e Gol (31,8 mil).

Na quarta-feira, a Anfavea divulgará dados de produção, exportações e empregos. 

FOTO: Epitácio Pessoa/Estadão Conteúdo





Publicidade





Publicidade









Publicidade