Negócios

Varejo paulistano cresce 1,4% na primeira quinzena


Crescimento tímido do comércio no início de junho se deve, em parte, às temperaturas, mais altas, inibindo as vendas de roupas e calçados da moda Outono-Inverno, revela Balanço de Vendas da ACSP


  Por Redação DC 18 de Junho de 2019 às 10:07

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


O movimento de vendas do varejo da capital paulista cresceu em média 1,4% na primeira quinzena de junho de 2019, frente ao mesmo período de 2018, segundo o Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). A média resulta das altas de 2% do sistema a prazo e de 0,8% do sistema à vista.

“Esse crescimento tímido do comércio no início de junho, em parte, pode estar atrelado às temperaturas, que estão mais altas do que há um ano, inibindo as vendas de roupas e calçados da moda Outono-Inverno, cobertores, aquecedores. Por outro lado, o inverno começa 21 de junho; a partir daí o frio deve vir e, com ele, compras típicas da época”, afirma Marcel Solimeo, economista da ACSP. Ele acrescenta que o desempenho do varejo acompanha a conjuntura econômica fraca e cautela do consumidor, como mostra a pesquisa INC/ACSP.

Variação mensal

Na comparação com a primeira quinzena de maio de 2019, as vendas subiram em média 20,1% na primeira quinzena de junho, em função do dia útil a mais em junho e do resultado fraco das vendas de Dia das Mães em maio, quando o consumidor priorizou itens de menor valor.

O Balanço de Vendas é elaborado pelo Instituto de Economia da ACSP com base em amostra da Boa Vista