Negócios

Um terço dos consumidores deve presentear no Dia dos Pais, diz ACSP


Roupas e lembrancinhas como perfumes, canecas e relógios, além de refeições por delivery estão entre as principais intenções de compra


  Por Redação DC 02 de Agosto de 2021 às 12:40

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Pesquisa realizada pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) em parceria com a Behup neste mês de julho aponta que 32,2% dos entrevistados pretendem presentear os pais no segundo domingo de agosto (08). 

Por outro lado, com as incertezas econômicas e os altos índices de desemprego, 48,4% responderam que não têm intenção de presentear na data, enquanto 19,4% ainda não sabem se irão fazê-lo.  

Quanto às intenções de compra de presentes, prevalecem os artigos de uso pessoal de menor valor, pagos à vista - o que é habitual na data. A grande mudança neste ano é a intenção de compra de roupas e calçados (42,1%), que ficou bem abaixo do registrado nos anos anteriores à pandemia (em torno de 60% ou 70%).  

Entre as outras categorias citadas estão perfumes, relógios e canecas (27,8% e 12,9% no caso dos dois últimos, respectivamente), além de chocolate/bombom (12,2%), caixa de ferramentas (11,3%) e livros (8,4%). Já no segmento de eletroeletrônicos (celular, computador, notebook e tablet), a intenção de compra é de 16,3%. 

Assim como no Dia das Mães, entraram como opção de presente o delivery de refeições e de cestas de café da manhã (22,1%), embora o almoço em restaurantes também tenha sido citado (15,3%).  

FOTO: Thinkstock 






Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade




Publicidade



Publicidade




Publicidade