Negócios

Tarifas de aéreas com nova regra de bagagem ficaram mais baratas


Levantamento feito pela Abear mostra que o preço médio das passagens de voos domésticos caiu de 7% a 30% entre as empresas que implementaram novas regras de cobrança de bagagem


  Por Estadão Conteúdo 21 de Setembro de 2017 às 13:27

  | Agência de notícias do Grupo Estado


As companhias aéreas que já implementaram as novas regras de cobrança por bagagens reduziram tarifas entre 7% e 30%, de acordo com dados da Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear). Os dados preliminares foram colhidos entre julho e início de setembro.

O presidente da entidade, Eduardo Sanovicz, considerou que dados das companhias indicam uma tendência de queda, ainda que os números do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), do IBGE, não apontem essa tendência porque capturam preços anunciados e são influenciados por questões sazonais, como as férias escolares.

De acordo com a Abear, a parcela de passageiros que viaja sem bagagem atingiu 60% ou mais nas companhias. Na Gol, esse número foi de 65% na Gol, 63% na Latam e 60% na Azul.

A maioria dos que compraram os bilhetes sem bagagem de fato viajaram sem levar malas despachadas, de acordo com Sanovicz. Isso significa que esses passageiros não pagaram tarifas adicionais de bagagem.

A Abear afirma que embora esses dados sejam preliminares, no caso da Gol, por exemplo, houve aumento de 50% no volume de viajantes que não despacham bagagens.

FOTO: Thinkstock