Negócios

Supermercados: vendas de Natal devem crescer 7,85%


Projeção é da ABRAS, que também prevê alta de 12,3% no volume de vendas no final de 2019


  Por Redação DC 20 de Dezembro de 2019 às 13:54

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Os empresários de supermercados estão projetando uma alta de 12,3% no volume de vendas neste final de 2019. Em relação à expectativa de vendas dos produtos natalinos, os supermercadistas estão apostando no tradicional peru, que deverá apresentar 14% de crescimento em 2019 - o que representa 6,9 pontos percentuais em relação a 2018, seguido do panetone, 13,9%, pernil, 13,7%, chester, 12,8%, frutas nacionais da época, 12,7%, lombo 11,9%, frutas especiais importadas, 11,8%, frutas secas, 11,7%, e tender, 11,3%.

Para as bebidas, as apostas estão nas cervejas, 13,4%, na sequência vêm os sucos, 12,4%, vinhos nacionais, 12,2%, espumantes e frisantes, 11,1%, refrigerantes, 11%, e vinhos importados, 10,1%.

LEIA MAIS:Vendas de Natal podem ter o melhor crescimento desde 2010

CARNES 

Se depender das apostas dos empresários para as vendas de proteína no final de ano, os peixes frescos, 15%, e o bacalhau, 14,2%, estarão na liderança, seguidos do peru, 14,0%, pernil, 13,7%, frango 13,4%, carne bovina, 12,9%, chester, 12,8%, lombo, 11,9% e tender, 11,3%. Todos apresentaram alta nas projeções em relação ao ano de 2018.

PRESENTES 

Dentre os itens para presentear, os brinquedos ganharam maior destaque nas expectativas de venda dos empresários entrevistados pela Abras, 12,5%, seguidos dos chocolates, 11,1%. Os eletroeletrônicos também foram citados como boa opção para presentar nesse final de ano, respondendo por 7,1% dos empresários ouvidos.

PREÇOS

De acordo com a pesquisa de Natal 2019 da Abras, os preços de todos os produtos devem ficar em torno de 7,1% mais caros na comparação com 2018. Os itens que registraram maior alta em relação ao ano anterior foram: pernil, 15,0%, lombo, 13,9%, frango, 10,8%, tender e vinhos importados, 9,1% cada, peru, 9,0%, chester, 8,8%, frutas especiais/importadas, 8,6%, carne bovina, 8,2% e frutas secas, 7,4%.

ESTRATÉGIAS DE VENDA  

O Natal e Réveillon já são tradicionais para o setor supermercadista por serem as datas de maior venda durante o ano, requerendo estratégias de vendas bem elaboradas. Para 73% dos supermercadistas as ações nos pontos de venda lideram a preferência para tentar alavancar as vendas, seguidas de pontos extras, 69,6%, e dos sorteios de prêmios e brindes, 50%.  

CONTRATAÇÕES 

A Pesquisa Natal 2019 também apurou as expectativas de contratação das empresas do setor. Dos supermercadistas entrevistados, 45% irão contratar mão de obra temporária, ante 33% em 2018, um crescimento de 12 pontos percentuais, principalmente impulsionados pelo aumento no movimento nas lojas durante o final do ano e devido ao melhor desempenho do varejo em 2019.

A estimativa da Abras é uma geração de 30 mil vagas temporárias. Dentre as funções mais informadas pelos entrevistados que irão contratar temporários estão: empacotadores, 43,5%, operador de caixa, 37,0%, e repositor, 35,9%.

METODOLOGIA  

A pesquisa de Natal da Abras é apurada pelo Departamento de Economia e Pesquisa da entidade nacional por meio de questionário on-line. Em 2019, participaram 92 redes supermercadistas de todas as regiões do Brasil. Das empresas participantes, 34% possuem mais de 20 check-outs (caixas), 29% têm de 10 a 19 caixas, 23% de 5 a 9, e 14% atuam com até quatro check-outs.

FOTO: Thinkstock