Negócios

Supermercados paulistas esperam alta de 1,45% nas vendas em 2021


As incertezas com relação aos rumos da economia e a abrangência do auxílio emergencial impedem uma projeção mais otimista, informa a Apas


  Por Redação DC 08 de Março de 2021 às 13:30

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


As vendas do setor supermercadista de São Paulo devem crescer 1,45% este ano, segundo a Associação Paulista de Supermercados (Apas). A previsão é considerada modesta e retrata as incertezas em relação aos rumos da economia e a abrangência do auxílio emergencial.

O desempenho de janeiro foi fraco. O faturamento real dos supermercados paulistas registrou queda de 0,2% na comparação com igual mês de 2020.

Segundo a Apas, apesar de o crescimento nominal ter sido de quase 15%, a inflação prejudicou o repasse dos preços completos. “Apesar disso, a expectativa era de vendas piores no mês pelo fim do auxílio emergencial”, informa a associação.

Janeiro não costuma ser um mês forte no faturamento devido ao grande número de gastos domésticos. Em janeiro de 2020, por exemplo, o setor supermercadista paulista registrou queda de 2,2% na comparação com igual mês de 2019.

Para fevereiro, a não realização do Carnaval deve prejudicar a comercialização de bebidas alcoólicas, que costuma impulsionar as vendas do setor.

 

IMAGEM: DC





Publicidade






Publicidade









Publicidade