Negócios

Supermercados devem faturar mais com a Páscoa


ACSP projeta crescimento médio de 2% nas vendas de Páscoa. A data é importante para os supermercados, que vendem, além dos ovos, produtos como azeite, vinho e bacalhau


  Por Redação DC 04 de Abril de 2019 às 12:41

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) projeta crescimento médio de 2% nas vendas de Páscoa neste ano em relação ao mesmo período de 2018.

“É um desempenho moderado, próximo ao da massa salarial e em consonância com a conjuntura econômica brasileira que se apresenta aos consumidores”, diz Marcel Solimeo, economista da entidade.

Ele aponta que, por outro lado, aumento pode ser maior para os supermercados, já que a Páscoa é uma das principais datas comerciais para o segmento.

“A comemoração gira em torno de duas vertentes: os chocolates e as refeições. Então é uma data importante para os supermercados, que vendem, além dos ovos de chocolate, produtos como azeite, vinho, bacalhau. Para os outros ramos do varejo, o impacto é menor”.

Solimeo comenta que o começo de 2019 tem sido tímido para o comércio varejista brasileiro como um todo, mas que se espera que o setor se aqueça mais rapidamente ao longo do ano.

“Logo depois da Páscoa, as lojas já começam a se preparar para o Dia das Mães, que é a data mais forte do primeiro semestre e a segunda mais importante do ano”, finaliza o economista.

FOTO: Thinkstock