Negócios

Shoestock fecha a terceira loja neste ano, agora na Vila Olímpia


Com menos de dois anos de abertura, unidade para clientes VIP amanhece com as portas fechadas. Marca mantém loja em Moema até 30 de setembro


  Por Rejane Tamoto 15 de Setembro de 2015 às 16:09

  | Editora rtamoto@dcomercio.com.br


A crise não poupa ninguém. Abalada pela queda na demanda provocada pela desaceleração no consumo nos últimos meses, a rede de lojas de sapatos Shoestock fechou, nesta terça-feira (15/09), sua terceira unidade neste ano. A marca já havia encerrado as atividades das unidades na Vila Guilherme (Zona Norte de SP) e em Belo Horizonte (MG). 

Na última sexta-feira (04/09) a Shoestock deixou de atender os clientes no e-commerce, o que elevou a procura de consumidores que tinham pendências e trocas na página da marca no Facebook.  

Os consumidores que visitaram a Shoestock na avenida Doutor Cardoso de Melo, na Vila Olímpia, se surpreenderam com as portas fechadas.

Isso ocorre menos de dois anos após a abertura. Em vídeo sobre a loja postado no Youtube em outubro de 2013, os clientes elogiavam o amplo espaço, que tinha o apelo de atender todo cliente como VIP. 

No Facebook, a marca confirmou o fechamento da unidade na Vila Olimpia e informou que continua a atender os clientes em Moema, na Zona Sul de São Paulo. O serviço de atendimento ao consumidor informou que a loja ficará aberta até desovar os estoques – a previsão é de que a unidade encerre suas atiividades até o dia 30 de setembro. O departamento de comunicação da empresa não confirmou a data e disse que não há previsão de fechamento da loja em Moema.  

Foto: Estadão Conteúdo