Negócios

Ricardo Eletro chega a SP com espaço de experimentação


Imersão no universo digital e a utilização de novas plataformas, como iCred e o e-commerce reformulado, e a presença do portfólio físico da rede são as novidades do espaço E-live, do shopping Parque da Cidade, por três meses


  Por Redação DC 20 de Dezembro de 2019 às 18:04

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


A imersão no universo digital é um convite ao cliente da Ricardo Eletro, rede varejista pertencente ao grupo Máquina de Vendas, para visitar o lançamento da primeira loja física do varejo voltada para experimentação, localizada no 1º andar do Shopping Parque Cidade.

Chamado de E-live, esse foi o espaço escolhido pela rede para proporcionar ao consumidor uma nova experiência sensorial, com a presença física de produtos comercializados pelo e-commerce da rede.

Luiz Wan-Dall, presidente da Ricardo Eletro, explica que será possível contemplar além do mix de produtos disponíveis no e-commerce, tecnologias imersivas no primeiro Life Center do Brasil voltado para aprimorar a experiência de compra digital, com conteúdos como telas interativas, realidades aumentada, ambientes virtuais e compras via etiqueta QR Code.

LEIA MAIS:Quando a experiência está no centro da decisão de compra

A permanência da rede varejista no E-Live está programada por um trimestre, ciclo no qual o consumidor poderá contemplar produtos distintos e de diversas marcas, como Electrolux, LG, Samsung e de parceiros como Webfones e a Ubisoft, empresas voltadas para o universo gamer.

"Os esforços miram faturamento adicional, mas sem esquecer da experiência do cliente”, afirma. “Preparamos ambientes inovadores, aconchegantes, repletos de elementos e produtos para estimular naturalmente nosso cliente a realizar testes e se aventurar nas experiências sensoriais propostas durante a visitação”, completa.

Além deste convite, segundo Wan-Dall, o uso das tecnologias imersivas não se limitam a essas propostas, pois os consumidores também poderão utilizar as novas plataformas da Ricardo Eletro, como o carnê digital iCred (sistema de aprovação de crédito digital via aplicativo), e o e-commerce reformulado da marca.

"Com isso, o nosso objetivo é oferecer o poder de compra e a diversificação de produtos disponível no marketplace, que conta com ‘prateleira infinita’, para atendermos de forma prática, ágil e eficaz”.

Responsáveis por idealizar o E-Live - espaço físico com capacidade para 15 e-commerces exibirem seus produtos, em 700m² de livre circulação, por ciclos trimestrais, Sylvia Ferrari e Renato Loes afirmam que trabalharam para criar ambientes de entretenimento, sem compra física, sem caixa e sem estoque físico, "privilegiando o contato com os produtos e seus conteúdos, no primeiro marketing place do mundo composto por produtos com vitrines interativas, conteúdo em vídeos, imagens e até realidade virtual e aumentada”, explica Sylvia.

As mudanças no comportamento de consumo com preferência por compras on-line refletem diretamente o cenário econômico do Brasil. Os indicativos demonstram que existem aproximadamente 90 mil lojas virtuais no Brasil, que devem gerar em torno de 80 bilhões até o final deste ano, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

“Para nós, além de observar este movimento, acreditamos que é fundamental atender bem nossos clientes, seja nas grandes metrópoles, nas regiões mais distantes ou quem navega pelo site. Mas, inclusive, oferecer ao consumidor, novas possibilidades para vivenciar experiências imersivas, como no E-Live", diz Wan-Dall. "Considerado um verdadeiro marco na história da Ricardo Eletro, conseguimos proporcionar a proximidade do online com o máximo de experimentação”, conclui.

FOTO: Reprodução