Negócios

Receita global da Lego cresceu 13% em 2020


A fabricante de brinquedos investiu pesado no e-commerce e apostou no mercado chinês para abrir lojas físicas


  Por Redação DC 10 de Março de 2021 às 16:17

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


As vendas globais da Lego em 2020 cresceram 21%, informou a empresa nesta quarta-feira, 10/03. A receita auferida no ano passado atingiu US $ 6,99 bilhões, aumento de 13% em comparação com 2019.

Dois fatores foram decisivos para que a fabricante dinamarquesa chegasse a tais cifras: o investimento forte no e-commerce e a aposta no mercado chinês.

As vendas por meio do canal digital Lego.com dobraram em relação a 2019. A pandemia de coronavírus estimulou essa demanda, pela necessidade de isolamento social, mas a empresa já vinha fortalecendo o investimento em seus canais digitais e na logística para distribuição de seus brinquedos.

O fator China também contribuiu para o bom desempenho em 2020. No ano passado, a Lego abriu 134 pontos de venda no mundo, sendo 91 no mercado chinês, o mais promissor para a fabricante. 

A empresa possui atualmente 678 lojas da marca Lego em todo o mundo e planeja adicionar mais 120, incluindo 80 na China. O objetivo é ter cerca de 300 lojas Lego na China até o final de 2021.

 

IMAGEM: Pixabay






Publicidade






Publicidade









Publicidade