Negócios

Produção e venda de veículos caíram em setembro


Anfavea projeta agora volume anual de vendas 27,4% inferior às 3,498 milhões de unidades comercializadas em 2014


  Por Estadão Conteúdo 06 de Outubro de 2015 às 12:44

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


A produção de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus no mercado brasileiro caiu 19,5% em setembro na comparação com agosto e recuou 42,1% ante o mesmo mês do ano passado, divulgou nesta terça-feira (06/10) a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

A associação espera agora que a venda total de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus novos totalize 2,540 milhões de unidades em 2015, volume 27,4% menor do que as 3,498 milhões vendidas em 2014. Até então, a entidade previa queda de 20,6% nos emplacamentos em 2015 ante 2014.

Essa queda será puxada principalmente pela retração de 45,4% projetada pela Anfavea para a venda de veículos pesados (caminhões e ônibus). A nova previsão é pior do que o recuo de 41% previsto até então pela associação. Para automóveis e comerciais leves, a entidade prevê agora recuo de 26,5%, estimativa mais pessimista do que o recuo de 19,5% projetado antes.

De acordo com o presidente da Anfavea, Luiz Moan, as projeções foram baseadas nas médias diárias de vendas de veículos novos realizadas entre julho e setembro deste ano. "Ou seja, para que as previsões se concretizem, as vendas devem ficar estáveis entre outubro e dezembro", destacou.

No nono mês do ano, foram produzidos 174.240 veículos no País. Com o resultado, a produção acumula queda de 20,1% no ano. 

Considerando apenas automóveis e comerciais leves, a produção em setembro chegou a 166.694 unidades, baixa de 20,8% em relação a agosto e recuo de 41,8% ante setembro de 2014.

No mês passado, foram produzidos 146.699 automóveis e 19.995 comerciais leves. Com isso, a produção de autos e leves acumula queda de 18,6% no período de janeiro a setembro deste ano contra igual intervalo do ano passado.

A produção de caminhões, por sua vez, avançou 14,5% em setembro na comparação com agosto e recuou 50,6% ante o mesmo mês do ano passado.

Ao todo, a produção de caminhões atingiu 5.819 unidades no nono mês do ano. Com o resultado, a fabricação de pesados acumula queda de 47,2% em 2015 até setembro, ante igual período do ano passado. 

No caso dos ônibus, foram produzidas 1.727 unidades em setembro, alta de 54,2% na comparação com agosto e recuo de 37,9% ante setembro do ano passado. Com o desempenho de setembro, a fabricação de ônibus acumula queda de 33,1% em 2015 até agora ante igual período do ano passado. 

VENDAS

As vendas de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus caíram 3,5% em setembro na comparação com agosto e 32,5% ante o mesmo mês do ano passado, segundo a Anfavea.

No nono mês de 2015  foram emplacadas 200.077 unidades em todo o País. Com o resultado, os licenciamentos acumulam queda de 22,7% no período de janeiro a setembro ante igual período de 2014.

Considerando somente automóveis e comerciais leves, foram emplacadas 192.845 unidades em setembro, o equivalente a recuos de 3,6% na comparação com agosto e de 31,8% ante um ano atrás. Em setembro de 2015, foram vendidos 166.358 automóveis e 26.487 comerciais leves. 

As vendas de caminhões, por sua vez, atingiram 5.929 unidades em setembro, alta de 2% na comparação com agosto e recuo de 47,1% ante setembro de 2014. Com o resultado, os emplacamentos de pesados acumulam queda de 43,9% no ano na comparação com o mesmo período do ano passado. 

No caso dos ônibus, foram vendidas 1.303 unidades no nono mês do ano, tombos de 2,3%na variação mensal e de 40,8% ante setembro do ano passado. Diante do desempenho de setembro, os licenciamentos de ônibus acumulam recuo de 31,2% no ano. 

EXPORTAÇÕES

As exportações em valores de autoveículos e máquinas agrícolas somaram US$ 834,042 milhões em setembro, alta de 0,7% na comparação com agosto, mas recuo de 9,7% ante o mesmo mês do ano passado. Com o resultado, as vendas externas em valores acumulam recuo de 10,8% em 2015 até setembro em relação a igual período do ano passado, ao totalizar US$ 7,956 bilhões.

No nono mês deste ano, foram exportadas 33.502 unidades de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus exportados, queda de 3,2% na comparação com agosto, mas alta de 28,7% ante o mesmo mês do ano passado. No ano, as exportações em unidades acumulam alta de 12,3% ante igual período de 2014. Os números em unidades não levam em conta as vendas externas de máquinas agrícolas. 

Máquinas Agrícolas

A fabricação de máquinas agrícolas e rodoviárias atingiu 5.040 unidades em setembro, alta de apenas 0,1% na comparação com agosto, mas tombo de 30% ante o mesmo mês do ano passado.

Com o resultado, a produção de máquinas acumula retração de 29,1% em 2015 até setembro em relação a igual período de 2014, ao totalizar 45.661 unidades.

Já as vendas de máquinas agrícolas e rodoviárias no atacado somaram 3.948 unidades em setembro, baixa de 6,8% na comparação com agosto e retração de 40,5% ante mesmo mês do ano passado.

Com isso, a fabricação de máquinas agrícolas acumula recuo de 29 8% nos primeiros nove meses do ano, na comparação com igual período de 2014, para 36.878 unidades vendidas.

As exportações de máquinas agrícolas em valores, por sua vez, totalizaram US$ 152,578 milhões em setembro, alta de 11% na comparação com agosto, mas recuo de 25,1% ante igual mês do ano passado.

Com o resultado, as vendas externas de máquinas agrícolas acumulam recuo de 39,1% neste ano até setembro, em relação a igual intervalo de tempo de 2014, ao somar US$ 1,318 bilhão. 

O total de máquinas agrícolas exportadas em setembro chegou a 893 unidades, equivalente a alta de 24% na comparação com agosto  porém a recuo de 35,3% ante o mesmo mês do ano passado. Com o resultado, as vendas externas acumulam queda de 26,2%  nos primeiros nove meses de 2015 ante igual período de 2014, ao totalizar 7.808 unidades.

FOTO: José Patrício/Estadão Conteúdo





Publicidade





Publicidade









Publicidade