Negócios

Primeira edição da Sampa Week aquece o varejo da cidade de São Paulo


Realizada na última semana de janeiro, a ação resultou no aumento de 16,4% nas vendas do período


  Por Renato Carbonari Ibelli 07 de Fevereiro de 2020 às 07:00

  | Editor ibelli.dc@gmail.com


Ações promocionais conjuntas realizadas pelo comércio, como a Black Friday, têm resultado em aumento considerável das vendas das empresas. A mais recente iniciativa desse tipo aconteceu na última semana de janeiro na cidade de São Paulo, quando lojas, restaurantes e hotéis orquestraram promoções na primeira edição da Sampa Week.

Números levantados pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) mostram que entre os dias 23 e 31 de janeiro, quando a ação foi realizada, as vendas no comércio paulistano cresceram 16,4% se comparadas àquelas obtidas em igual período de 2019.

A última semana de janeiro costuma ser fraca para o comércio paulistano porque ela é quebrada pelo feriado do aniversário da cidade, no dia 25, segundo Emílio Alfieri, economista da ACSP. “As ações da Sampa Week parecem ter segurado o paulistano na cidade e atraído consumidores de outras cidades para as compras”, diz o economista.

De acordo com ele, por causa do feriado, normalmente as vendas da última semana de janeiro recuam cerca de 10% na comparação com a semana anterior. Neste ano, porém, pelos números da ACSP, houve uma aceleração superior a 3% nos últimos sete dias.

Até a metade de janeiro, os números do comércio paulistano mostravam uma alta de 2,7% nas vendas. Segundo Alfieri, as promoções da Sampa Week deram uma injeção de ânimo no consumo, permitindo ao varejo fechar o mês com alta de 3,4%.

A Sampa Week foi idealizada pela ACSP em parceria com o Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV) e a Secretaria Municipal de Turismo de São Paulo. Para Alfredo Cotait, presidente da ACSP, o evento foi um sucesso. “Consideramos um ótimo resultado, principalmente por se tratar da primeira edição de um evento que, ao que tudo indica, entrará para o calendário do varejo da capital paulista”, diz.

DESEMPENHO DE JANEIRO

O movimento das vendas na cidade de São Paulo cresceu 3,4% em janeiro, na comparação com igual mês de 2019, pelos dados da ACSP.

Quanto ao comportamento de consumo, o que se observou foi uma procura maior por itens de preços menores, uma vez que as vendas à vista se destacaram, com alta de 6,1% em igual comparação.

As vendas a prazo, que costumam envolver itens de maior valor, cresceram menos em janeiro, com alta de 0,7%.

Vale explicar que a média entre as vendas à vista e a prazo resulta na alta de 3,4% obtida no mês passado.

Na comparação com dezembro de 2019, a média das vendas de janeiro recuou 38%. Esse resultado é normal uma vez que no final do ano o comércio costuma estar bem mais aquecido que no início de ano.

No acumulado dos últimos 12 meses, terminados em janeiro, o comércio da cidade de São Paulo registra alta 2,7%.

 

IMAGEM: Estadão Conteúdo





Publicidade





Publicidade





Publicidade