Negócios

Pequenos negócios voltam a apresentar saldo negativo de empregos


Foram fechadas 15,4 mil vagas após dois meses de saldo positivo, segundo levantamento do Sebrae


  Por Agência Sebrae 29 de Novembro de 2016 às 14:39

  | Informações do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena empresa


As micro e pequenas empresas voltaram a apresentar saldo negativo de geração de empregos no mês de outubro. 

Após dois meses consecutivos com maior número de admissões do que de desligamentos, os pequenos negócios encerraram 15,4 mil vagas, segundo levantamento. 

Nos meses de agosto e setembro, foram criadas 12,7 mil. 

Apesar disso, o número de vagas encerradas nos pequenos negócios em outubro é quase quatro vezes menor que o das empresas de médio e grande porte, que demitiram 56,8 mil empregados. 

LEIA MAIS:Um país com 22,9 milhões de desempregados

Quando comparadas as demissões no acumulado do ano, os pequenos negócios encerraram 46,5 mil vagas, número 15 vezes inferior que o das empresas de maior porte, que acumulam um saldo negativo de 720,9 mil.

“A retomada do crescimento da economia passa pelos pequenos negócios. Durante dois meses, mais contratamos que demitimos”, diz Guilherme Afif Domingos, presidente do Sebrae. 

“Mas para continuarmos com um bom desempenho é necessário mais crédito e possibilidades de renegociação de dívidas”, completa. 

Apesar de o setor de serviços ter encerrado vagas no mês passado (1,7 mil), ele é o que apresenta o maior número de postos de trabalho no acumulado do ano. 

Nos dez primeiros meses de 2016, as empresas desse setor criaram 113,9 mil novas vagas de emprego. 

Serviços e agropecuária são os dois únicos setores que apresentam saldo positivo no ano, de acordo com o Sebrae.

Imagem: Thinkstock