Negócios

Pedidos de falência recuam em fevereiro


A queda foi de 13,5% na comparação com o mesmo mês de 2016, de acordo coma Boa Vista SCPC. Na análise mensal, houve aumento de 28,7%


  Por Redação DC 03 de Março de 2017 às 13:00

  | Da equipe de jornalistas do Diário do Comércio


Os pedidos de falência registraram queda de 13,5% em fevereiro na comparação com o mesmo mês de 2016 (comparação interanual), de acordo com o indicador econômico da Boa Vista SCPC.

Na análise mensal, fevereiro apresentou aumento de 28,7% na comparação com janeiro, enquanto na variação do acumulado em 12 meses (março de 2016 até fevereiro de 2017 comparado aos 12 meses antecedentes) houve elevação de 6,0%.

Em 12 meses, as falências decretadas ainda subiram 15,9% em relação ao período anterior, enquanto na comparação interanual houve alta de 11,1% e elevação de 38,9% ante o mês imediatamente anterior.

Já para os pedidos de recuperação judicial e recuperações judiciais deferidas, no acumulado em 12 meses, também foram observadas elevações, de 22,5% e 31,3%, respectivamente.

Considerando os resultados de longo prazo (acumulados em 12 meses), os indicadores de falências e recuperações judiciais demonstraram continuidade da tendência de desaceleração dos meses anteriores.

Em comparação a fevereiro de 2016 os indicadores de solvência apresentaram resultados mais favoráveis, devido as melhores condições macroeconômicas, tais como a redução dos juros e desaceleração da inflação, e a retomada das expectativas em relação a atividade econômica e dos investimentos.

O indicador de falências e recuperações judiciais é construído a partir da apuração dos dados mensais registrados na base da Boa Vista SCPC, oriundos dos fóruns, varas de falências e dos Diários Oficiais e da Justiça dos estados.

A série histórica deste indicador se inicia em 2006 e está disponível em:

http://www.boavistaservicos.com.br/economia/falencias-e-recuperacoes-judiciais

*FOTO: Thinkstock