Negócios

Páscoa deve aumentar as vendas de supermercados paulistas em 2%


Considerando apenas chocolates, faturamento deverá crescer 12% em termos nominas, de acordo com Apas


  Por Estadão Conteúdo 07 de Março de 2017 às 15:42

  | Agência de notícias do jornal O Estado de S.Paulo


As vendas de produtos de Páscoa nos supermercados devem crescer 2% em termos reais este ano na comparação com 2016, de acordo com dados da Associação Paulista de Supermercados (Apas). 

A expectativa é de que 2017 represente uma melhora nas vendas dos supermercados paulistas. Na Páscoa de 2016, as vendas reais foram negativas.

Em termos nominais, sem descontar a inflação, as vendas de itens sazonais devem crescer 8%, segundo a Apas. 

Considerando apenas os chocolates, a entidade projeta que as vendas terão crescimento maior que a média: de 12% em termos nominais.

Os ovos de chocolate, porém, podem não ser o maior destaque. De acordo com Rodrigo Mariano, gerente de Economia e Pesquisa da Apas, a preferência dos consumidores deve ser por itens de preço médio menor. 

Caixas de bombons e chocolates em barra podem substituir os ovos diante do impacto da baixa disponibilidade de renda dos consumidores, avaliou Mariano em nota.

A Apas acredita que os preços dos chocolates nesta Páscoa estejam entre 6% e 8% mais altos do que no ano passado.

Além de chocolates, os itens considerados sazonais e que têm maior venda no período são pescados, em especial o Bacalhau, além de vinhos, azeites e Colomba pascal. 

A Páscoa é a segunda data mais importante de vendas para o varejo alimentar, ficando atrás apenas do Natal.

IMAGEM: Thinkstock